Archive for the ‘Colômbia’ Category

Um Carnaval diferente: 5 dias desvendando a Colômbia

11 de março de 2011 | Postado por Marina em Colômbia

Ola Pessoal! Tudo bem?!

Espero que tenham passado bem o Carnaval!

Aproveitei estes dias off work e me programei para conhecer um novo País – A Colômbia. 

Emiti a minha passagem Recife/Bogotá/Recife (via São Paulo) com milhas (20.000) e comprei no STB (www.stb.com.br) os outros itens: a passagem Bogotá/Cartagena/Bogotá via Avianca, além de reservar hotéis com um bom custo x beneficio e adquirir uma Assistência Médica Internacional.

 Nestes cinco dias visitando a Colômbia, confesso que o país me surpreendeu (positivamente) já que, no passado, só havia ouvido falar deste destino como perigoso com tráfego de drogas e as Farc, mas fiquei feliz de saber que as coisas mudaram (e muito) por lá!

Comecei minha viagem pela cidade de Cartagena e fiquei impressionada com a semelhança com Olinda e o Recife Antigo sendo que Cartagena realmente encanta pela preservação (em ótimo estado) do sitio histórico todo amuralhado e com ruelas e carruagens como antigamente. Ah! E por toda parte tem estas carruagens da foto abaixo para você passear pela cidade amuralhada de cartagena. Super turístico mas muito legal.  Com certeza, uma viagem arquitetônica ao passado com vários restaurantes e baladas além de, é claro, o mar do Caribe logo ali ao lado.

 Day 1:

Dia para descansar sem estresse dos vôos de 3h de REC a SAO + 05h30minh de SAO a Bogotá + 1 h de Bogotá e “cambiar” meu Real pelo Peso colombiano. Foi muito bom passear, sentir o cheiro, ver as cores e experimentar os temperos desta “Olinda colombiana” sendo que ao invés de ritmo de frevo com muita salsa e merengue!

À noite, jantar no melhor restaurante da cidade: o “la vitrola” que, reconheço, merece o titulo: música latina, comida deliciosa, serviço impecável e preço justo, ou seja: O máximo!

 

Day 2:

Já no segundo dia  um passeio de lancha de 40 min nos leva as belíssimas Islas del Rosario com seu mar turquesa, digno do Caribe.  

 

Depois de um bom mergulho uma outra parada obrigatória, a playa blanca na ilha Baru, menos azul que a primeira e mais perto do continente.

Voltamos para Cartagena no final da tarde e, para ver o sol se por nada melhor que o “Café Del Mar” (ao estilo da sua matriz em Ibiza, Espanha) tem musica lounge e muita gente jovem do mundo todo).

Day 3:

No ultimo dia por lá, hora de visitar a outra parte da cidade, boca grande, há 10 min da parte histórica e também de visitar o monastério e o Castelo San Felipe. Nada de excepcional em Boca grande, prédios caros na beira-mar (mais para quem mora lá mesmo) o monastério também não me impressionou muito,  já o Castelo é legal pois data de 1639 e só foi acabado em 1789 ou seja, meros 150 para colocar pedra sobre pedra (literalmente).

No inicio da noite, antes de pegar o vôo para Bogotá, parada para um crepe de arequipa (como os colombianos chamam doce de leite) e vôo de 1h para a capital Bogotá.

Check in no hotel próximo à zona rosa, banho rápido e seguimos para o restaurante colombiano “Astrid e Gaston” – comida peruana maravilhosa e eleito um dos 50 melhores restaurantes do mundo. Optei pelo menu confiança com sete pratos de degustação e não me arrependi da escolha!

Day 4: 

Dia seguinte Bogotá amanhece fria e chuvosa, sorte que a programação do de hoje é mais, digamos assim, “coberta”! Primeira parada visita ao museu Botero (o pintor colombiano amante das gordinhas) bem engraçado, vale a pena!

Depois, pequena city tour (de carro porque a chuva não permitiu sair na rua) e seguimos para visitar a  catedral do sal – “a primeira maravilha da Colômbia” que fica há 1h de carro Bogotá.  Trata-se de uma antiga mina de sal transformada em catedral subterrânea. Simplesmente única.

No retorno à capital, parada obrigatória no restaurante Andrés Carne de Rés. Outra experiência única, possivelmente o restaurante mais maluco que já conheci. Decorada com sucata, ao som de música latina com cardápio enorme e comidas e drinks maravilhosos. Um caos apaixonante. vale a viagem! Recomendo pedir  o óbvio – a carne de Rés (ou seja, de boi, que parece uma picanha! Uma delícia!)

 

Day 5:

No dia seguinte, transporte público para ver as  áreas verdes de Bogotá (ambos foram exemplo para Curitiba) e passeio na zona rosa, ruas como as da Oscar Freire de São Paulo surpreendem pelo luxo. Foi interessante ver que Bogotá tem uma nova política de segurança e de obras e que está a pleno vapor.

 

Então pessoal é isso, minha “folia de carnaval” deste ano foi por lá  e, indico e recomendo esta viagem que foi muy chevere (muito legal em gíria colombiano).

Bjs e até a próxima viagem.
Marina.