Amor de Intercâmbio, Quem nunca?! Conte a sua história e concorra a 5 e-books!

14 de junho de 2012 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá Viajantes!
Tudo bem?!

O Jornal ZeroHora de Porto Alegre fez uma matéria com este título:

Amor de Intercâmbio, Quem nunca?!

Fez referência ao  trailer do filme, Like Crazy (confira: Like Crazy Muito lindo!) que é basicamente a história de amor de Anna e do Jacob e como os dois se apaixonam enquanto ela faz intercâmbio nos Estados Unidos durante a faculdade. A mocinha é inglesa e depois do curso é obrigada a voltar para Londres. A coisa toda gira em torno de como os dois se gostam, sofrem e tentam ficar juntos. Nada novo para quem já fez um intercâmbio, né?

Aproveitando a semana de #DiaDosNamorados, quero saber, quem tem uma história bem legal de amor durante um intercâmbio?! Comente aqui nesse post a sua história ou a história de alguém que você conheça! As 5 melhores história vão ganhar 5 e-books Intercâmbio de A a Z!

O resultado sai na próxima quarta dia 20/Junho!

Bjs e até a próxima viagem!

Marina

 

  1. Fiz um intercâmbio para a Espanha em 2008 e lá conheci uma Finlandês por quem me apaixonei chamado Philipp. Tínhamos tudo em comum e ficamos juntos durante os 4 meses que fiquei em Barcelona. No entanto, depois que voltei para São Paulo tentamos manter o contato porém a relação foi ficando mais distante com o tempo. No entanto, independente de ter sido eterno enquanto durou, foi com certeza o melhor souvenir deste meu Intercâmbio!


  2. Em 2000, fiz um mochilão pela Europa com minha irmã e dentre as muitas cidades que visitamos ficamos por 3 dias em Amsterdam e lá conhecemos 2 argentinos lindos que também estavam fazendo a mesma coisa (mochilão) e decidimos fazer algumas viagens juntos. Não foi bem uma história de amor mas foi uma experiência engraçada e divertida pois hoje já casada, lembro com carinho deste mochilão e deste namorico!


  3. Fiz uma especialização na Califórnia e lá conheci outra brasileira, namoramos durante todo o tempo que estivemos lá (6 meses). Depois que voltamos para o Brasil, como moravamos em cidades diferentes e distantes (eu no Nordeste e ela no Sul) acabamos perdendo o contato. Hoje ela tornou-se atriz de novela! Perdi o contato mas é muito louco ver que a minha namoradinha do intercâmbio agora arrasa o coração de marmanjos na TV!


  4. Minha história foi diferente, eu fiz intercambio de um ano dos EUA e deixei meu namorado aqui no Brasil. Continuamos namorando e depois que cheguei ele me pediu em casamento e, é claro, eu aceitei!


  5. Estou neste momento fazendo um intercâmbio no Canadá e estou super apaixonada por um cara da escola que é suiço! Por enquanto ainda não é uma love-story mas, espero, o começo de uma!! heheheheh beijos Marina adoro o blog!


  6. Bom, em 2008 fiz um intercâmbio para Londres que durou 2 anos. Morava naquelas casas de estudantes, dividindo quarto e tal. Até que no dia 1 de abril de 2009 (nunca vou esquecer a data) um gaúcho chegou em Londres e também foi morar nessa casa. Ele tinha deixado uma namorada de dois anos no Brasil. Uma semana depois que ele havia chegado nós ficamos e a partir dai não nos desgrudamos mais. passamos um mês que parecia uma lua de mel, até porque moravamos na mesma casa. Depois ele foi fazer um mochilão com os amigos pela Europa e passou um mes e meio longe, me fez uma surpresa voltando no dia do meu aniversário e passou mais uma semana comigo, que foi a melhor da minha vida, até que teve que voltar pro Brasil, pois tinha que começar um mestrado. No nosso ultimo dia juntos, dia 04 de junho de 2009, compramos vinho e fomos pra a praça que tem em frente a Tower Bridge, passamos horas la e aquele se tornou o nosso lugar, depois que voltamos pra casa passamos a noite inteira acordados, pois não queriamos dormir, ja que queriamos aproveitar nossas ultimas horas juntos. Na sexta-feira dia 05 de junho, quando fui deixa-lo no aeroporto, foi um dos piores dias da minha vida. Ao descer do metrô vimos um casal se reencontrando, a moça tava indo buscar o namorado que havia chegado de viagem, e eles tavam mega felizes e deram um super abraço, vendo aquela cena prometemos que a proxima vez que nos encontrassemos ia ser daquele jeito. Na hora dele embarcar choravamos que nem duas crianças, ele pedia por tudo pra eu nao deixa-lo ir embora… depois disso passei mais um ano emmeio em Londres e nos falavsmos sempre, o primeiro lugar que fui quando voltei para o Brasil foi Porto Alegre, para encontra-lo e nem parecia que tanto tempo havia se passado… sempre que posso vou pra lá pra gente se ver e matar as saudades…


  7. Às vezes o destino nos prega uma peça e nos faz acreditar que realmente tudo acontece por um motivo.
    Ano passado, eu estava no carro com minha amiga e enquanto tocava no rádio aquelas músicas tristes, bem dor de cotovelo, comentei com ela que normalmente nessas horas pensamos em alguma pessoa especial. Ela tinha o seu alguém e há anos eu não tinha o meu. Mais tarde ela me mostrou uma frase que viu na internet que dizia mais ou menos assim: “De vez em quando (bem no meio de uma vida trivial) o amor nos dá um conto de fadas”. Na hora eu ri e nem me dei conta de que isso um dia poderia acontecer comigo.
    Meu aniversário é em Janeiro e nesse ano, eu tinha decidido me dar de presente uma viagem para Europa e realizar meu sonho de conhecer Paris e Londres. A princípio eu iria sozinha, mas outra amiga minha decidiu embarcar na ideia e me convenceu (depois de muita conversa) de irmos ao final de Fevereiro, porque seria o fim do inverno e sofreríamos menos com o frio.
    O mais engraçado é que quando eu comentava dessa viagem com os meus amigos, a maioria falava das baladas, paqueras e festas que iriam acontecer e pra ser bem sincera, o que eu mais pensava era em conhecer as cidades, ver de perto tudo aquilo que só tinha visto em filmes e lido em livros. Mas parece que as coisas acontecem justamente quando você está despreparada, quando você menos espera.
    No segundo dia em Londres, conhecemos no hotel o restante do grupo que iria viajar conosco. Sentamos na única mesa disponível e foi lá que eu o conheci. Normalmente eu sou muito tímida, não consigo puxar conversa com ninguém, mas como o amigo dele e a minha amiga esqueceram alguns documentos no quarto, eu achei que seria estranho ficarmos sozinhos lá, sem trocar uma palavra. Foi impressionante como em pouco tempo já conversamos e rimos de situações que, em pouco tempo, já tínhamos vivido em Londres e sobre a ansiedade de conhecer Paris. Enfim, depois de alguns dias já não nos desgrudamos mais. Todo mundo brincava conosco, afinal viramos o casal do grupo, mas realmente foi uma conexão inexplicável. Em alguns momentos nem eu acreditava que aquilo estava acontecendo comigo, que eu realmente estava vivendo uma história de amor em plena Paris! Se a viagem já parecia um filme, com ele virou um conto de fadas.
    Voltei para casa achando que tudo isso tinha sido um sonho maravilhoso, mas infelizmente tinha acabado. Entretanto me surpreendi com ele e até comigo mesma, com a nossa vontade de continuar nos comunicando e conversando todo dia (apesar de mais de 10h de diferença do fuso horário). Descobri que estávamos apaixonados e que isso não era passageiro, que esse sentimento não ia passar.
    Ele vem me visitar esse ano e eu já estou programando a minha viagem para Austrália no próximo ano, quero fazer minha pós-graduação/especialização lá. Muitas pessoas me perguntam se isso não é uma loucura, mas na verdade eu já ia viajar, o destino só me deu um empurrãozinho para decidir o destino. E no final das contas, a vida pode até nos dar um “conto de fadas”, mas se não lutarmos por ele, a história poderá nunca ter um final feliz.


  8. Eu estou fazendo um intercâmbio no Canadá, vim em busca de conseguir realizar um sonho, e na bagagem a vontade de esquecer um amor. Em menos de um mês após a minha chegada conheci um brasileiro numa balada, e aos poucos fomos nos envolvendo…até que um dia eu descobri que ele havia uma namorada no Brasil…foi como um balde de água fria, me afastei e não queria mais vê-lo…porém e ele insistiu e por mais que isso fosse contra meus princípios voltamos a nos encontrar…vivemos momentos realmente maravilhosos, um verdadeiro conto de fadas…visitamos juntos lugares maravilhosos, paisagens lindas, fizemos muitas loucuras juntas, que jamais imaginei fazer com alguém…me apaixonei, mas antes que isso acontecesse ele se declarou para mim, eu jamais pedi e ele infelizmente não se desfez do seu namoro, …exatamente hoje colocamos um fim nisso, ele está indo embora daqui duas semanas, e como eu sabia desde o início esse conto de fadas teria prazo de validade…mas decidi antecipar, e preferi não sofrer vendo ele partir…Não vim em busca de uma paixão, ou de um amor…mas essas coisas acontecem quando estamos desprevinidos…com certeza tanto eu quanto ele ao lembrarmos do nosso intercâmbio em Vancouver, lembraremos um do outro…ele me disse, minha viagem não teria sido tão maravilhosa quanto foi se eu não tivesse vivido ela com você…e por mais que eu relute eu sinto o mesmo!Foi bom enquanto durou…quem sabe um dia nos encontramos em outras circunstâncias…..


  9. Eu estou fazendo um intercâmbio no Canadá, vim em busca de conseguir realizar um sonho, e na bagagem a vontade de esquecer um amor. Em menos de um mês após a minha chegada conheci um brasileiro numa balada, e aos poucos fomos nos envolvendo…até que um dia eu descobri que ele havia uma namorada no Brasil…foi como um balde de água fria, me afastei e não queria mais vê-lo…porém e ele insistiu e por mais que isso fosse contra meus princípios voltamos a nos encontrar…vivemos momentos realmente maravilhosos, um verdadeiro conto de fadas…visitamos juntos lugares maravilhosos, paisagens lindas, fizemos muitas loucuras juntas, que jamais imaginei fazer com alguém…me apaixonei, mas antes que isso acontecesse ele se declarou para mim, eu jamais pedi e ele infelizmente não se desfez do seu namoro, …exatamente hoje colocamos um fim nisso, ele está indo embora daqui duas semanas, e como eu sabia desde o início esse conto de fadas teria prazo de validade…mas decidi antecipar, e preferi não sofrer vendo ele partir…Não vim em busca de uma paixão, ou de um amor…mas essas coisas acontecem quando estamos desprevinidos…com certeza tanto eu quanto ele ao lembrarmos do nosso intercâmbio em Vancouver, lembraremos um do outro…ele me disse que a viagem dele não teria sido tão maravilhosa quanto foi se eu não estivesse vivido ela com ele…e por mais que eu relute eu sinto o mesmo!Foi bom enquanto durou…quem sabe um dia nos encontramos em outras circunstâncias…..


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>