O segredo do sucesso em um Intercâmbio: Aprender a olhar!

03 de novembro de 2010 | Postado por Marina em Aprendizado Linguas Estrangeiras

Fazer um intercâmbio no exterior e, antes de tudo, ter interesse pelo NOVO, pelo DIFERENTE e,  definitivamente estar disposto a AMADURECER.

 As opções mais procuradas para passar uma temporada fora são: EUA, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Inglaterra e Irlanda. 

Aperfeiçoar um idioma no exterior é muito bom principalmente porque possibilita ao estudante vivenciar a cultura e os costumes de outro país.  E as opções de acomodação ajudam na interação! O estudante tanto pode se hospedar em casas de família quanto em residências estudantis dentro das escolas.

Vale lembrar: tolerância às diferenças culturais, capacidade de adaptação a novos ambientes, maturidade e real interesse em participar de um programa de intercâmbio são requisitos essenciais para o sucesso do seu intercâmbio.

 Na realidade, quando a gente aceita o desafio e encara um tempo fora do país, algumas situações iniciais parecem pouco interessantes, porque a realidade da cidade, às vezes, não corresponde inteiramente às nossas expectativas. Mas lembre-se: através dessas novas experiências, aprendemos  a  “olhar” o que nos é apresentado da forma  real, ou seja, sem a interferência das nossas idealizações.

 Nunca esqueça que olhar vai muito mais além de ver, quem vê uma situação é um mero observador. Quem olha, por sua vez, vê de forma intensa e profunda, ciente do que viu e de que o verdadeiro olhar tem a magia e o poder de mudar o rumo das coisas para o bem ou para o mal – só depende de nós, ou melhor, do nosso olhar.

 O primeiro e único grande passo do sucesso de um Intercâmbio é a adaptação e, para que ela aconteça, tudo começa e termina  “no nosso olhar”. O intercâmbio  é um grande passo através do qual nos alfabetizaremos no quesito  “dar o devido olhar a cada situação”.

 É  a partir desse olhar correto que utilizaremos os recursos certos para enfrentar e resolver  situações da forma  correta cada vez que elas se apresentarem. Depois, a vida se encarregará do restante do nosso aprendizado. Sem  esse “olhar” verdadeiro e real nada é possível: tudo fica difícil e nada tem solução.

 É alcançando este “olhar” que passamos a dar o real peso a cada problema e vemos que existem coisas pequenas como a casa de família não tão limpa quanto a nossa. Tão banais como a comida oferecida não ter uma aparência legal e ser sem gosto. Tão obvias como os hábitos diferentes e a maneira de ser de cada pessoa e de cada nacionalidade. Cientes das coisas pequenas, podemos então desfrutar de detalhes bem simples: como o gosto de viver o diferente; tão indizível como  provar o sabor do mundo e  voltar com excesso de boas lembranças na bagagem; e tão reconfortante como a certeza de que a saudade passa e os amores verdadeiros esperam. Sim, nós somos fortes e capazes de suportar tantas mudanças e, somos, na verdade, muito mais fortes do que pensamos.

Existe um mundo lá fora! Viaje! Junte a mim nesta coluna que é uma viagem!

Beijos,

Marina.

  1. Marina muito legal teu post, estou loca para ir estudar no exterior, mas não consigo me desligar daqui, minha mãe, meu namorado, queria saber de ti como tu largou tudo aqui?
    Será que fica muito ruim se eu for fazer um intercâmbio com meu namorado?
    Muito obrigada pelas dicas! Sucesso aguardo respostas.


  2. Marina, acompanho o seu blog desde o primeiro post. Sempre, quando tenho tempo dou uma passadinha aqui para conhecer mais, me informar e viajar.
    Para quem pensa em fazer um intercâmbio, tem que ler esse post e pensar muito. Porque não é como vemos nos filmes! A realidade é bem diferente. Mas se você souber se adaptar, e não se importar com coisas pequenas e banais como se a casa de família que você se hospedar, não for tão limpa, ou a comida não for tão boa. é saber olhar, perceber que há coisas muito além disso. Esse seu ”olhar” é perceber! Perceber o quanto isso vai acrescentar na sua vida. Com certeza, deve ser uma experiência incrível. Já estou, fazendo as minhas economias. Em 2012, vou para Brighton.

    Parabéns pelo Blog, Marina.
    bjs


  3. o jeito como você escreve me faz viajar, vou em vários países sem sair do lugar e cada vez eu quero mais fazer intercâmbio 😀
    beijos


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *