Estudar alemão?! E porque não?! 10 motivos para fazer Intercâmbio em Berlim!

06 de setembro de 2012 | Postado por Marina em Alemanha

Olá viajantes! Tudo bem?!

Hoje vamos falar de uma cidade que além de capital da Alemanha tem sido também considerada a capital da Europa, estamos falando, é claro, de Berlim. Com atmosfera internacional, lugares históricos e  diversidade cultural, tudo em Berlim é possível, é, como dizem alguns, is the European version of New York!

Bom, como já falei aqui no blog, acho a língua alemã linda! Muito antes de falar ou escrever em alemão sempre tive uma fixação e vontade quase que inexplicável ou mesmo transcendental de entender esse idioma! Lembro de, quando adolescente, passar horas assistindo ao canal DW sem entender absolutamente nada ou simplesmente como “cantiga de ninar para pegar no sono”.

Pode ser coisa de outras vidas, pode ser para ser “do contra” (porque minha mãe que foi professora de francês sempre falou que o idioma alemão era feio), pode ser porque meu pai sempre adorou assistir documentários da II Guerra Mundial, pode ser ainda porque minha bisavó antes de imigrar no Brasil viveu na região da Ausácia Lorena (que já foi parte da Alemanha e hoje é parte da França, o que pode ter gerado essa rixa lingüística dentro do nosso ninho familiar rsrsrsr)… Mas enfim, uma coisa é certa (e que até a minha mãe que acha o idioma feio tem que concordar), o idioma alemão tem se tornado cada vez mais importante principalmente depois que a Alemanha tomou as rédeas da União Européia devido a sua estabilidade econômica e política.

Neste contexto, Berlim é hoje o centro de diversas áreas desde design e arquitetura até moda, ciências e tecnologia e, em meio a crise européia e altos índices de desemprego em países como Espanha, Itália e Grécia,  a Alemanha parece manter-se sólida como alternativa de estudo e trabalho na Europa. Sendo assim, quando o assunto é Berlim, existem vários “achados” bem característicos da complexidade apaixonante de lá então, pedi uma ajudinha à intercambista Marcelinha Gusmão que acaba de chegar de um Intercâmbio em Berlim e eis que surgiu o post de hoje: os 10 motivos para fazer um Intercâmbio em Berlim!

1)   ARTE & CULTURA –  Kunsthaus Tacheles: É uma galeria de arte de 9 mil metros quadrados bem diferente daquelas que eu já conheci, como o Museu de Van Gogh, em Amsterdam, por exemplo, onde as paredes são branquinhas, tem iluminação específica, silêncio, proibição de máquinas fotográficas. Tacheles é diferente. O prédio é grande, colorido, todo grafitado por fora. Parece uma bagunça, mas é uma bagunça convidativa. E ele fica bem no centro de Berlim. A palavra “tacheles” significa “falar diretamente”, Kunst “Arte” e Haus “Casa” e é isso que o lugar passa. Ali você interage com a arte, você toca as peças, tira foto no meio dos quadros, conversa e, o mais surpreendente, enquanto você faz tudo isso há artistas trabalhando e você pode acompanhar a evolução de tudo. Se tiver afim de um tipo de cultura mais tradicional. Nenhuma vista a Berlim estaria completa sem conhecer melhor a história do Muro de Berlim, o passeio pode começar no Checkpoint Charlie, antigo posto militar na divisa entre Alemanha Oriental e Ocidental durante a guerra fria e que hoje é um dos locais mais visitados na cidade. Ali está o Checkpoint Charlie Museum que conta toda a história do muro de Berlim, incluindo as centenas de maneiras diferentes que as pessoas inventavam para tentar cruzar o muro.Em frente ao posto militar há um traçado no chão, que indicava a exata localização do muro de Berlim. Seguindo este traçado, pela Zimmerstrasse, chega-se à exposição Topografia do Terror que retrata os momentos de terror vividos em Berlim na época de Hitler. Por fim, para museus mais tradicionais, vá a Ilha dos Museus, área que é considerada patrimônio cultural mundial pela UNESCO e que abriga 5 grandes museus, o  Pergamonmuseum, O Neues Museum, o Bode-Museum, o Altes Museum e a Alte Nationalgalerie.

2)   HISTÓRIA –  Teufelsberg: Trata-se de uma colina artificial com uma história bem interessante. Ela foi construída com escombros da cidade de Berlim, após a Segunda Guerra Mundial, já que a cidade foi toda reconstruída. Mas, o mais curioso é que por debaixo dessa colina: a nunca concluída faculdade técnico-militar nazista, projetada por Albert Speer. Após a guerra, os aliados tentaram usar explosivos para demolir a escola, mas era tão resistente que cobrindo-a com detritos acabou por ser mais fácil. Anos depois o Senado de Berlim resolveu plantar vegetação sobre ele. Teufelsberg tem sido cenário de gravação de vários filmes, principalmente filmes alemães, devido à sua originalidade. No topo da montanha, há uma antiga estação de escuta americana desativada. Os edifícios e os domos de radar ainda permanecem no local, misturados com escombros grafitados (tipicamente Berlin), esculturas criadas por artistas anônimos e vegetação natural. É preciso um guia para chegar até lá, apenas verdadeiros Berliners (cidadãos de Berlin) saberão do que se trata, mas a vista é maravilhosa. De lá de cima é possível ver TODA a cidade e o que existe ao redor dela, um giro de 360°. Se você tiver curiosidade e subir até o topo, vai entrar em uma das redomas da estação de escuta e vai poder brincar com a sua voz e os diferentes ecos que surgem devido à arquitetura. Foi, pra mim, uma experiência incrível que me fez sentir mais próxima da cidade e da história dela.

3)   MONUMENTOS:  Muito legal também é visitar o Brandenburger Tor. Um portão enorme da cidade antiga, que fica localizado a oeste, tipo um arco do triunfo. Ele é um grande símbolo para a cidade, pois é o único remanescente de vários outros que existiram no passado. De um lado do Brandenburger Tor há um parque belíssimo e muito grande, o Grosser Tiegarten. Do outro lado, há uma praça, a Pariser Platz, onde encontram-se vários consulados. Muitos eventos são realizados nessa praça. Durante o verão, há sempre palcos com apresentações, feiras e telões para apresentações. Com essa visita ao Brandenburger Tor, é possível conhecer o parque, a praça e ainda o Memorial do Holocausto que fica pelas redondezas. Tudo gratuitamente!

4)  MIX: Berlim é uma mistura do antigo com o novo. do simples ou sofisticado. É apaixonante! Uma prova disso é o prédio do Reichstag, o Parlamento Alemão. Em 1933, os nazistas colocaram fogo no prédio e ele passou muitos anos abandonado. Depois da queda do muro, em 1989, o prédio ganhou uma nova cara. Seu interior é um avanço na modernidade, de cair o queixo, enquanto a fachada histórica deu lugar a uma nova cúpula futurística, de aço e vidro. E ao lado dessa construção suntuosa há várias outras que permanecem com o seu ar de antiguidade.

5)   BALADAS:  Os baladeiros também vão adorar Berlim. A capital da Alemanha tem orgulho de sua vida noturna e com razão. Basicamente, você pode sair para a balada qualquer noite da semana. Por toda parte, há bares que fecham tarde, e bandas e DJs em cada espaço grande o suficiente para acomodar um bar e um palco. A maioria das boates tem política de admissão tranqüila e preços de entrada baixos; e os moradores locais gostam de sair. O Lido é o local para shows na cidade: Acústica perfeita e festas imperdíveis. Quanto a barzinhos, um pequeno,charmoso e bem “local” é o Kuschlowski (no bairro de Nord-Neukölln), Outras opção com drinks incríveis é o Raumfahrer.

6) COMPRAS:   Durante a semana funciona até 20h, sextas e sábados funciona até um pouco mais tarde. Domingo não abre. Entre as principais sugestões, destacamos as ruas do bairro Mitte, bem próximo à praça Alexanderplatz, possuem uma grande quantidade de lojas voltadas para o público jovem, como por exemplo: Miss Sixty, Diesel, Nike, Lacoste, etc. Outra ótima opção é a principal rua do lado oeste da estação Kurfürstendamm, é uma das mais famosas e caras de Berlim. Lá além restaurantes, hotéis, shoppings e lojas que vão desde as grifes de luxo até lojas de departamento mundialmente conhecidas, como Zara, HeM e CeA. Para quem prefere lojas de departamento, a KaDeWe É e a segunda maior da Europa (perdendo apenas para a Harrods em Londres). Por fim, para quem não quer gastar muito, todo primeiro e terceiro domingo do mês acontece o flea market na Maybachufer aqui além de compras CD´s antigos vinis, livros, roupas usadas e ver muita banda ao vivo você pode comer aperitivos e apenas ver o tempo passar. Quer uma sugestão?Quem visita Berlim não pode deixar de comer o prato típico mais conhecido da cidade, o Currywurst, uma salsicha de porco que pode ser grelhada ou frita, coberta em molho levemente picante de tomate com curry, podendo ser acompanhada de pão ou batatas fritas e que costa de 1 ou 2 euros apenas.

7)  CINEMA:   Outra ótima programação e forma de praticar o idioma alemão aqui é ir ao cinema. Na Alemanha, a maioria dos filmes é dublado. Os cinemas mais legais são o Del­phi e o In­ter­na­tio­nal. Inclusive, existe um festival de filmes chamado Berlinale que acontece em Fevereiro (Ano que vem será de 07 a 17 de fevereiro de 2013). Quem for para Berlim nessa época é imperdível.

8)   APRENDIZADO ALEMÃO  Existem diversas escolas de idiomas maravilhosas em Berlim! A German Language School, o Eurocentres e a DID são alguns exemplos. Você pode fazer um curso a partir de 2 semanas e ficar acomodado(a) em uma típica casa de família alemão ou em residências compartilhadas com outros estudantes. Para um orçamento mais detalhado, é só escrever um email para recife@stb.com.br

9)   FÁCIL ACESSO:  Brasileiros não precisam de visto para uma permanência de até 6 meses na Alemanha. Tempo bom para você conseguir atingir um nível intermediário do idioma alemão e voltar  para o Brasil com esse super diferencial no seu Currículo

10)  Ainda acha que os alemães são frios e que você não vai conseguir se adaptar por lá?! Então leia esse post10 coisas que você precisa saber sobre a Alemanha e os alemães”

Bjs e até a próxima viagem!

Marina

  1. Oi, gostaria muito de saber mais sobre o assunto. pois penso em estudar ”relações exteriores” Ps:Espero um dia ser embaixador em algum pais.
    Att: Fernando Dantas, 16 anos, Picuí-PB.


  2. Alemanha é o melhor país do mundo pra se viver, já morei 4 anos em Augsburg e tenho um filho que mora em Berlim já há 9 anos e disse que jamais voltará ao Brasil nem pra que seja pra ser \bilionário e eu concordo 100% com ele.


  3. Olá, gostaria de saber sua opnião sobre passar apenas 1 mês em berlin, pois como sou vestibulanda minhas ferias são de apenas 1 de janeiro ate 1 de fevereiro. Ja visitei berlin e simplismente amei a cidade, nunca pensei que pudesse ser tão viva e alegre.
    Será que consigo aprender alemão em 1 mês? O post esta maravilhoso,beijos


  4. Oi Bárbara! tudo bom!? 1 mês vai ajudar desde que você comece a estudar alemão antes, ainda aqui no Brasil! bjs


  5. Que bacana Marina me identifiquei muito com o q você disse , eu também sou apaixonada pela Alemanha, eu tenho muita vontade de aprender o idioma, rsrs eu assim como você ficava assistindo o canal Deutsche Welle não entendia nada…enfim parabéns pelo site me ajudou muito 😉


  6. Oi, gostaria de saber se em 6 meses na Alemanha dá para aprender bem o alemão. Estou vendo e pretendo passar 6 meses lá para estudar só o idioma, esse aprendizado já o suficiente para uma boa compreensão do alemão?


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *