Lançamento #Intercâmbio na #Era Digital em uma palavra: “Gratidão”

21 de setembro de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

“Os livros não são capazes de mudar o mundo,quem muda o mundo são as pessoas, os livros só mudam as pessoas” (Mário Quintana)

Olá viajantes!

Tudo bem?

Ninguém escreve um livro para ficar rico. Acho que salvo Paulo Coelho não me recordo de nenhum escritor que ganhe fortunas escrevendo.

O engraçado é que, ao menos para mim, o ato de escrever não me parece ser uma escolha. É como se as palavras tivessem vida própria e simplesmente brotassem e pedissem pra sair.

Não sei se é porque não faço isso por profissão (trabalho há 10 anos como consultora de intercâmbio atendendo clientes diariamente na loja do STB Recife ou, realizando palestras em colégios e faculdades) então, no meu caso, escrever é quase como um “encontro comigo mesmo” um momento de pausa para conversar com a alma. Da mesma forma, sinto que a alma também escuta (e evolui) no sentido inverso (quando lemos) e é muito bom perceber essa grande “viagem” que é o mundo das palavras.

Muito engraçado também é encontrar pessoas que me conheceram antes pelo livro e que depois compartilham comigo suas impressões e sentimentos sobre o que escrevi. Adoro quando isso acontece. O tal “eco” ´é  impagável para todo mundo que escreve. Sem dúvidas, o maior retorno que podemos ter.

E mais ainda quando ouço que o que escrevi nos livros ou por aqui pelo blog deu coragem e motivação para que a pessoa finalmente resolvesse colocar o pé na estrada. Já escutei um senhorzinho que me abordou no Salão do Estudante dizendo que, havia assistido a minha entrevista no Jô Soares e que morria de medo de avião e de viajar, mas pensou “meu Deus, se essa pirralha conseguiu não é possível que eu não consiga”  (kkkk isso porque comentei na entrevista que meu primeiro intercâmbio tinha sido aos 14 anos) Achei hilário isso. e lá estava ele em busca de informações para fazer o seu primeiro intercâmbio aos 60 anos. Imagina “uma pirralha mesmo” . Imagina eu? logo eu?  poder fazer um senhor de mais de 60 anos repensar conceitos e às vezes mudar completamente sua vida? Seja porque encontrou um lar do outro lado do mundo, porque encontrou o amor em outro país ou mesmo porque voltou melhor de uma viagem e acredita que aquela foi a melhor experiência da vida?

Outro dia, estava  indo dar uma palestra no Mar Hotel aqui em Recife e um rapaz se aproximou antes que eu entrasse na sala e me falou que um post que eu fiz neste blog sobre oportunidades de bolsa fez com que ele soubesse que, para fazer intercambio não era necessário ser rico e, a partir daí, ele se inscreveu no processo seletivo que comentei no post,  foi um dos únicos aprovados no Brasil inteiro, viajou, retornou e saiu da casa dele para ir ao evento apenas para me dizer “obrigado, se não fosse por aquele post, eu provavelmente nunca teria feito intercâmbio na vida pois não tenho condições de pagar. e, depois desse intercâmbio minha vida mudou. fluente em inglês, estou num emprego muito melhor e sei que tenho um universo muito mais amplo na minha frente. Obrigado” Tem como não se arrepiar? E, naquela época o blog tinha um ano apenas, e eu ainda pensava (será   que alguém está  lendo isso?)  Pois bem, naquele dia eu ví que sim. E, acredite, poder ter sido um elemento transformador nesse processo, um grão de areia que seja é a minha maior recompensa.

Agora, voltando ao título do post:  Porque Gratidão? Simplesmente porque desde que o novo livro foi publicado venho recebendo tanto apoio e carinho que realmente não consigo pensar em outra palavra. Não sei nem por onde começar, mas vou me esforçar para não esquecer de ninguém. Primeiro meus pais que leram o livro um milhão de vezes, depois meu marido e minha melhor amiga que também leram e fizeram criticas construtivas para que ele ficasse ainda melhor. Agradeço também aos queridos Henri e Gabi que também deram o seu parecer antes do livro ir para a gráfica. Falando em gráfica, contei com o trabalho magnífico da FacForm, e dos queridos Tarci e Renato que deixaram o livro com uma super qualidade gráfica, melhor do que eu mesma poderia imaginar. Contei também com o apoio da mídia local, como nas matérias no Jornal do Commercio impresso, a cobertura on-line da Folha de Pernambuco , do Diário de Pernambuco on -line , da TV Globo e da rádio CBN além do apoio de muitos amigos e clientes do STB/Recife, dos parceiros do maravilhoso PortalTagIt, da Cultura Inglesa Recife e da minha cliente Camila Coutinho do Garotas Estupidas que sempre dá uma força. Sem esquecer também dos amigos da Faculdade Mauricio de Nassau que gentilmente fizeram a gravação do vídeo de capa.

Obrigada, obrigada OBRIGADA!

Espero que leiam o livro que foi feito com todo carinho e cuidado pra vocês e conto com  feedbacks e todos! Espero em breve poder estar em outras cidades do Brasil!

Bjs e até a próxima viagem!
Marina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *