O dia em que fui entrevistada por Jô Soares…

30 de junho de 2010 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Acho que todo mundo, pelo menos uma vez na vida, já se imaginou sentado/a no sofá do Jô. E,  no meu caso, isto não foi diferente, eu só não sabia (ou imaginava) que algum dia na vida, teria o privilégio de fazer isto. E eis que com o livro Intercâmbio de A a Z este dia chegou…

Lancei o meu livro Intercâmbio de A a Z em março/2010 em São Paulo e, na  ocasião, enviei um exemplar para Jô Soares. É aquela velha história: “quem não chora, não mama” e, como conseguir sem antes tentar, certo?!

Pois bem, o lançamento passou, tudo correu bem e, eis que no mês de junho recebi uma ligação da produção informando que havia recebido meu material e que gostaria de conversar comigo! Quase morri do coração, guardei segredo como se tivesse ganhado na LOTO (o que não deixa de ser, um prêmio de reconhecimento) e fiquei na maior expectativa esperando a decisão deles por alguns dias até que em uma chuvosa quinta feira tive a confirmação que sim, eu iria ser entrevistada no programa do Jô para falar do meu livro e que viajaria na segunda-feira.

Peguei o avião de Recife para São Paulo na segunda bem cedo, naquele dia, que quase não consegui pregar os olhos, precisava estar bem disposta afinal, ia realizar o meu grande sonho de conhecer o meu ídolo da TV e a pessoa a qual me inspirei desde muito nova: “quero falar 5 idiomas que nem Jô Soares” era uma fixação de infância então, dá para imaginar o que é ser chamada para o programa dele,né?!

Ao desembarcar em Guarulhos, um motorista da produção me aguardava com uma plaquinha do Jô, quase tirei uma foto (porque achei o máximo, kkk  mas resolvi me conter) seguimos em direção ao bairro doMorumbi para o meu camarim, olha isto: “meu camarim”….

Ao entrar, uma TV mostrando, of course, o programa do Jô, água e frutas frescas…

Olha que coisa mais linda! Frutas frescas! não é o máximo?! 

Na minha GRANDE ansiedade, comi VÁAAARIAS uvas mas não consegui ficar muito tempo sozinha no camarim, depois do cabelereiro fazer a minha trançinha lateral báaasica (capa do livro) e um make up bem discreto, fiquei conversando com o pessoal da produção e com MILTON GONÇALVES, o segundo entrevistado do dia e que é simplesmente uma simpatia e um poço de simplicidade. Conversamos sobre viagens, África do Sul etc… Olha eu aí com a FERA TELEVISIVA, Milton e o simpatico “risadinha” BIRA do sexteto.

Eis que chegou a hora de entrar: Luz, Camera, Ação! Na verdade, mais Luz do que qualquer coisa.

Jô diz: “Ela fez 11 Intercâmbios, eu vou conversar com Marina Motta”:  Era hora de levantar da cadeira e sentar no sofá ao lado da MINHA Caneca, kkkk, segui o fluxo fui em frente mesmo e vamos que vamos!

O estúdio não é tão grande …..assim como, “o meu gordinho favorito Jô” também não é tão gordinho assim,  inclusive, ele está de regime  então, tive a certeza: televisão engorda! Pois achei ele super bem, e isto não é SÓO por que eu sou fã dele!  Além disso, ele foi um fofo, muito generoso e educado comigo. Quando me dei conta, a entrevista já tinha acabado e a produtora me acompanhou de volta ao meu camarim.

 Aí , “acordei” veio a ressaca da tensão pré-entrevista, aquela dor na costas então voltei para o hotel. No dia seguinte, eu partiria bem cedo de volta para Recife.

A produção foi maravilhosa, foi tudo foi lindo, organizado, perfeito!

Depois da exibição, recebi milhares de e-mails de pessoas de todo o Brasil com o mesmo objetivo: colocar o pé na estrada e conhecer o mundo!

Foi, sem dúvida uma “one in a life time experience” que eu vou guardar de recordação para contar aos meus filhos,com certeza!

Obrigada a todos os velhos e novos amigos e seguidores pelo carinho e incentivo!

Bjs

Marina.

  1. Marina, parabéns pela idéia de lancar esse livro e pela linda entrevista no Programa do Jô. Você nao imagina o meu orgulho ao perceber desde o comeco que você é pernambucana (eu também sou! Hahahaha).
    Também amo estudar idiomas e tenho a certeza de que essa ‘bagagem’ que você adquiriu será levada pro resto da sua vida! Como diz o slogan de uma escola de idiomas aqui na Áustria: “Wissen ist für immer”. Parabéns pelo grande desafio que você decidiu enfrentar desde muito cedo. Sim, muito cedo: você ainda é muito nova e já tem tanta experiência! Parabéns mesmo!
    Muito sucesso pra você e luz na sua estrada!
    Abracos pernambucanos. =)


  2. Eu assisti esse dia!
    Fiquei super curiosa para ler seu livro, parabéns a entrevista foi maravilhosa!


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *