Boas Notícias: A Austrália tornará o visto de estudante mais simples

25 de abril de 2016 | Postado por Marina em Austrália

 

O governo australiano, através de seu departamento de proteção de fronteiras, anunciou que deve entrar em vigor a partir de 1º de Julho de 2016 o novo método de classificação de vistos para estudantes internacionais. Entre as diversas medidas adotadas está a condensação das 8 subclasses existentes em apenas duas: Subclass 500 (Student) e Subclass 590 (Student Guardian), algo que modifica de fora significativa o método utilizado para tirar visto para a Austrália.

Segundo o CEO da Globalvisa, empresa de assessoria internacional  de vistos para intercambistas, Thiago Oliveira, as mudanças representam “um gesto muito importante de reconhecimento da importância econômica e social dos estudantes internacionais para a economia do país”. Ele comenta que “em pleno processo de eleições americanas na qual um dos principais tópicos é justamente o reconhecimento do papel dos povos imigrantes (ou a repulsa, por parte de um candidato específico), é um gesto muito importante do governo australiano implementar políticas que, na prática, legitimem e valorizem as pessoas que vem de outros lugares do mundo contribuir com o crescimento do país”.

Esta e outras mudanças foram anunciadas ainda em 2015, quando o governo divulgou um documento para modificar a metodologia de imigração, com o objetivo de trazer maior competitividade ao sistema de vistos australiano e trazer um crescimento sustentável ao setor de educação internacional no país. Hoje a educação internacional é considerada um dos cinco pilares do crescimento econômico australiano, movimentando mais de 16 bilhões de dólares entre os anos de 2013 e 2014.

Outra mudança bastante relevante é o nivelamento do nível de risco oficial (Assessment Level) entre os vários tipos de curso possíveis na Austrália. Hoje existem níveis de risco diferenciados e critérios de avaliação mais rigorosos para brasileiros que realizem cursos de inglês em relação a outros que vão para faculdade ou High School na Austrália. Isto interfere na documentação necessária a apresentar (principalmente em relação aos documentos financeiros) e também no nível de risco de negação.

Diversas outras mudanças também são esperadas na relação entre as escolas e o governo com o objetivo de aumentar o nível e a integridade dos cursos oferecidos a estrangeiros no país. Todas as alterações previstas estão sujeitas a mudanças até 1º de julho, data em que o governo australiano tradicionalmente divulga mudanças na política de imigração do país, desde valores de taxas, formulários atualizados ou mudanças de maior porte (como as esperadas em 2016).

O informe completo, com 61 páginas, pode ser encontrado aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *