Marina Motta

Latin America Institute of Business (LAIOB) oferece bolsas de 50% para programas de curta duração em universidades norte americanas:

30 de junho de 2015 | Postado por Marina em EUA

Olá viajantes!
Tudo bem?

No mundo globalizado, comprovadamente, estudar no exterior além de ser um privilégio é uma excelente forma de se destacar perante um mercado de trabalho cada dia mais competitivo.

No entanto, conseguir ser admitido por uma universidade estrangeira pode não ser mais uma tarefa tão árdua como antigamente, mas, sem dúvidas, exige dos estudantes muito foco, responsabilidade e comprometimento. Além de claro, disponibilidade financeira para custear o investimento.

Ocorre que, com a alta do dólar, muita gente pode ter achado que precisa adiar os planos do tão sonhado curso no exterior. Felizmente, visando facilitar esse intercâmbio de culturas e conhecimentos, a LatinAmérica Institute of Business – LAIOB, em parceria com a Ohio University e a San Ignacio College Miami,estão oferecendo um programa de vagas para bolsas de estudo com 50% de desconto para cursos de curta duração a ser realizado durante duas semanas nos meses de Janeiro/2016 e Julho/2016.

Na Ohio University, os programas disponíveis são Corporate Finance, Management ou Marketing enquanto na San Ignacio College Miami o programa disponível é o de Business Management.

Em todos os programas existirão aulas de business english para que os participantes possam aproveitar ao máximo essa experiência para aprimorar seus conhecimentos na língua inglesa. Além disso, os alunos terão uma experiência única vivenciar outras culturas e expandir a sua visão de mundo corporativo e de negócios internacionais.

Olha só o vídeo com uma ideia geral do campus:da Ohio University, por exemplo. Dá até vontade de estudar,né?

Para quem ficou com vontade de fazer as malas agora mesmo, os cursos acontecerão sempre nas duas últimas semanas de cada mês, sendo as próximas turmas com inscrições abertas programadas para Janeiro/2016 e Julho/2016.
O pacote inclui:
– 4hs / dia com aulas de segunda-feira a quinta-feira de Corporate Finance ou Marketing ou Management (Ohio University) e Business Management (San Ignacio College).
– 4hs / dia aula de segunda-feira a quinta-feira de Business English
– Hospedagem no campus da Universidade durante todo o período do programa.
– Alimentação durante os dias de aula
– Visitas técnicas a empresas
– Traslado para o grupo do aeroporto local para a Universidade
– Evento de encerramento e entrega dos certificados ao final dos cursos
Não perca tempo, as bolsas são limitadas e os pedidos são analisados por ordem de chegada.Caso tenha interesse em concorrer às bolsas de estudo disponíveis para os programas de curta duração oferecidos, é só entrar diretamente no site: www.laiob.com  ou enviar um email para contato@laiob.com
Maiores informações sobre a parceria entre a LAIOB e a Ohio University:

http://business.ohio.edu/about/centers-institutes/center-for-international-business/executive-education/
Maiores informações sobre a parceriaentre a LAIOB e a San Ignacio College:

http://www.sanignaciocollege.edu/en/extension-courses/business-management-business-english

 

Bjs e até a próxima viagem,
Marina.

Mochilão na Europa há 20 anos e hoje: o que mudou com o Tratado de Schengen

29 de junho de 2015 | Postado por Marina em Dicas de Viagem

Olá viajantes!

Tudo bom?

Podem me chamar de nostálgica ou saudosista, porém, tendo nascido nos anos 80 devo admitir que o papel teve sim um “papel” importante na minha vida… cartas, selos, papeis de carta, e porque não dizer carimbos nas páginas do passaporte (quanto mais melhor, de preferência)?. Posso também arriscar dizer que é bem possível em um futuro próximo nem existam mais passaportes, e o controle seja todo realizado pelas digitais. Neste momento levantaremos mais talvez a questão – Ai, que saudade do tempo do passaporte.. ou não?! Vai saber! Pois é….assim é o ser humano…mas o  assunto do post dessa semana é o “niver” do meu contemporâneo , o Tratado de Schengen, pois, graças a ele, viajar pela Europa tornou-se um processo mais fácil, sem fronteiras e padronizado.

No papel há 30 anos e na prática há 20 anos (desde 1995), ele mudou bastante a forma de viajar. Seu nome foi devido a cidade onde o tratado foi firmado em 1985 em uma pequenina cidade chamada Schengen, mais precisamente no pequeno país chamado Luxemburgo que, por sua vez, faz fronteira com a França e a Alemanha. O acordo inicialmente incluía apenas Alemanha (ocidental), França,Bélgica, Holanda, mas a coisa evoluiu e hoje, nós brasileiros podemos, em teoria e prática alugar um carro no norte da Noruega, lá em cima da Escandinávia, e descer até o sul da Espanha no mediterrâneo sem ganhar novos carimbos em seu passaporte. Antes, (quem viveu sabe) esse trajeto seria uma certeza de ao menos 7 fronteiras (e seus respectivos vistos). Continuar lendo

Comida, Comida,Comida-qualquer viagem passa pela culinária! Conheça as principais mundo afora!

26 de junho de 2015 | Postado por Marina em Dicas de Viagem

Olá viajantes!

Tudo bom?

Não sei se isso também acontece com vocês, mas nesse época junina fico um tanto quanto gulosa! Isso porque simplesmente adoro todas as comidinhas de milho do São João e, é certamente uma das festas que mais gosto no ano. Falando que culinária. quando o assunto é viagens, sempre acabo dando preferência pelos restaurantes árabes ou italianos. Mas também não abro mão de especialidades francesas e mexicanas. Afinal,como não amar viajar para comer?

Confesso que, quando viajo, a escolha dos restaurantes é um dos pontos altos. Posso economizar em outras (várias) coisas, quase não compro, por exemplo. Sou capaz de voltar com a mala exatamente como fui, salvo com alguns poucos souvenires mas a  gastronomia essa sim para mim é um capítulo à parte….Provar pratos típicos faz parte da viagem! Quem nunca se deliciou com uma comida que, a princípio, achou estranha ou exótica?

Você não precisa gastar muito com restaurantes caríssimos, como os que têm “três estrelas do Guia Michelin”, para degustar a autêntica gastronomia de cada lugar. A culinária é democrática, está em toda parte e acessível a todos. Afinal, sempre vou lembrar-me do gosto da torta de limão da doceria La Mie Calinie e das moules marinières quando estudava em La Rochelle (França); dos
crepes do Quartier Latin, de Paris, seja de queijo emmental ou de Nutella; dos fast-foods dos EUA, como Wendys e Subway; das massas prontas e congeladas da marca Michelinas a 0,99 cents; dos sacos de Nuggets, miojo,sorvetes Häangen Daz nos Wal Marts da vida espalhados pelos EUA; dos Cinabons de canela da estação Eglington, de Toronto; dos hot dogs de Nova Iorque; dos bagels de
Vancouver; da paella de Valência (Espanha), das pizzas de rua do bairro Trestevere, de Roma, a 1,50 euros; do suco de lichia em lata da África do Sul; do fish & chips da Inglaterra; dos waffles de morangos e chocolate de Bruxelas; dos peixes frescos da Nova Zelândia; da cerveja Kolsch de Colônia (Alemanha); da salsicha picante frankfurter da Alexanderplatz, de Berlim; da carne de canguru da Austrália; dos gelatos de um sábado de sol em Florença; dos alfajores na romântica Buenos Aires ou do bacalhau do boêmio Bairro Alto de Lisboa….

Dia desses achei esse site super legal que fala de todas as comidas tipicas do mundo   http://www.foodbycountry.com/  Vale a pena conferir e assim se programar para degustar as iguarias do seu próximo destino. Afinal, experimentar comidas típicas de cada lugar é  ter a chance de conhecer sabor do mundo , uma experiência que, definitivamente, não pode ser deixada de lado.

Bjs e até a próxima viagem!

Marina.

 

10 razões para fazer #Intercâmbio em #Liverpool (e dicas de quem já morou lá!)

12 de junho de 2015 | Postado por Marina em Inglaterra

Olá viajantes!
Tudo bem?

Para quem me acompanha no instagram (@mottamarina) sabe que tenho realmente uma paixão pela Inglaterra. Nas ultimas férias no Carnaval desse ano não resisti e acabei passando uns dias lá novamente!Além de ter sido o lugar onde fiz meu primeiro intercâmbio e, do primeiro a gente nunca esquece (não que eu tenha esquecido dos outros 10 intercâmbios mas enfim, vocês entenderam,né? kkk) é um lugar que sempre amo voltar, porque é familiar, mas ao mesmo tempo sempre tem algo novo para conhecer e descobrir… Ah, e afinal, quem não ama novidades, né? O meu encanto que a Inglaterra é caracterizada por essa simbiótica mescla de tradição e modernidade que acho bem interessante por lá: O país é organizado e seguro, mas também moderninho (está sempre lançando tendências), tem as pompas da família real mas também é o berço do rock. É povoado por ingleses reservados porém loucos por futebol, cerveja e com um senso de humor tão único e particular. Ah, e como se não bastasse, ainda está localizada estrategicamente na Europa que permite viajar por vários países com preços super competitivos em suas muitas cias aéreas low-cost!

Enfim, basicamente Uk has it all! Porém, com a valorização de algumas moedas, a libra esterlina, por exemplo, também apresentou aumento então esse post vai para aqueles que sonham com a Inglaterra, mas estão um pouco apreensivos com o câmbio. A parceira do STB Recife na cidade, a escola The Liverpool School of English ainda é, definitivamente uma das opções com melhor custo- benefício na Inglaterra.

Se você já ouviu falar muito bem de Brighton, Cambridge, Oxford, Bournemouth e claro, Londres, mas não conhece
muito Liverpool, seguem aqui 10 bons motivos para incluir essa cidade nos seus planos de Intercâmbio:

1) Liverpool é considerada uma das cidades mais seguras do mundo ( e a segunda mais segura da Inglaterra) Continuar lendo

10 dicas e truques para aprender qualquer idioma

08 de junho de 2015 | Postado por Marina em Aprendizado Linguas Estrangeiras

Olá viajantes!
Tudo bom?!

Matthew Youlden fala nove idiomas fluentemente e entende, pelo menos, mais de doze.Impressionante não? Como vocês sabem que sou uma apaixonada por idiomas, não poderia deixar de compartilhar essas dicas que a Camila Nobiling do Babbel traduziu do texto original de John-Erik Jordan e que foi feito com o objetivo de incentivar as pessoas a aprenderem outras línguas!

Está louco(a) pra investir em um novo idioma? Então preste bem atenção nas próximas linhas!

1. SAIBA O PORQUÊ VOCÊ ESTÁ FAZENDO ISSO

Isso parece óbvio mas se você não tiver uma boa razão para aprender um idioma, haverá menos probalidade de você se manter motivado durante a longa caminhada. Querer impressionar falantes do inglês com o seu francês não é uma boa razão: já, querer conhecer um francês ou uma francesa no seu próprio idioma, é algo completamente diferente. Não interessa o seu motivo, uma vez que você decidiu aprender um idioma, é fundamental se manter firme em sua decisão: “Tudo bem, eu quero aprender esse idioma e, por isso, vou fazer tudo o que puder neste idioma, com este idioma e por esse idioma.” Continuar lendo

Deus existe (e o paraíso é bem parecido com a #NovaZelândia): Saiba mais sobre esse super destino para fazer #Intercâmbio e ainda trabalhar legalmente!

04 de junho de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá viajantes!

Tudo bom?

É sempre assim! Toda vez que a Globo faz um programa  especial de algum destino ou, um determinado país vira cenário de uma novela global o interesse por aquele cantinho do mundo sobe de forma colossal! Novela na Itália? – Turismo de brasileiros na Itália cresce 40%. Novela na Turquia?  Mesma coisa! Ano passado o Jornal da Globo fez uma matéria especial de Malta., não passou muito tempo e a quantidade de pessoas buscando Malta como seu próximo destino de Intercâmbio cresceu mais de 20%Não me espanta então que com a matéria sobre a Nova Zelândia do Globo Reporter na ultima sexta-feira 29/05  (não viu? Confere aqui) teremos também  um aumento na procura por esse distante e apaixonante país localizado na Oceania

Foto fonte: www.stats.govt.nz

A Nova Zelândia é um país que eu  adoro! Em 2006 pude percorrê-lo durante duas semanas e fiquei completamente apaixonada por tudo que vi e vivi! Definitivamente tenho que concordar com uma placa que li na cidade Whangarei, bem ao norte do país, que dizia: “New Zealand – Paradise can not be far from it!!!”

Nesta viagem tive a oportunidade de conhecer as duas ilhas que formam a Nova Zelândia (chamadas apenas de ilha norte e ilha sul) e visitei as principais cidades, meu roteiro foi o seguinte: Recife – São Paulo – Santiago – Auckland – Whangarei – Tutukaka – Whangarei – Hamilton – New Plymouth – Dunedin – Christchurch – Auckland – Santiago – São Paulo – Recife.

Para quem está buscando um lugar pra aperfeiçoar oinglês e também trabalhar, outra boa notícia é que desde janeiro de 2014, os
intercambistas, incluindo brasileiros, que estiverem matriculados em cursos com 14 semanas ou mais de duração na Nova Zelândia poderão viajar para o país da Oceania com permissão para trabalhar 20 horas semanais durante o período de estudos e em período integral durante as férias do curso. A regra vale para os cursos vinculados às escolas chanceladas pela NZQA (New Zealand Qualifications Authority) como de Categoria 1, consideradas as principais instituições do país. Outra exigência é que os cursos respeitem o período integral de aulas, ou seja, que tenham carga horária mínima de 20 horas semanais.

Continuar lendo

Dicas sobre #Intercâmbio: Colaboração no programa Vittrine na TV Tribuna (Band)

29 de maio de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá viajantes!

Tudo bem?

Passando pra compartilhar essa entrevista que fala dos meus intercambios e dá dicas para quem está pesquisando a respeito do tema! #ApertaPlay! :)

Entrevista programa Vittrine

bjs e até a próxima viagem!

Marina.

TOP 5 dicas para você se comunicar em países com idiomas exóticos

28 de maio de 2015 | Postado por Marina em Dicas de Viagem

Olá viajantes!

Tudo bom?!

Ai como eu adoro viajar para lugares diferentes….. Quanto mais exótico melhor…..as roupas, os costumes, os temperos, os sotaques, os hábitos….tudo me encanta!

Como aprender idiomas sempre foi minha maior paixão, de uma maneira geral comunicar-se sempre foi um assunto tranquilo falando português, inglês, espanhol, francês e alemão  porém,  não se engane,  já passei por algumas situações onde as pessoas não conseguiam se comunicar em nenhum desses idiomas e, consequentemente eu fiquei (inicialmente) a ver navios…Quer alguns exemplos? Na nossa floresta amazônica brasileira, em tribos africanas e até, em vilarejos menos turísticos na Indonésia, na Índia ou na Hungria. Ah! e muitos amigos também me relataram episódios semelhantes em grandes metrópoles da China, Rússia e Japão então,  se o seu próximo destino é um destes, estas dicas serão super bem vindas, vamos a elas?

1)Nada de pânico

O bom senso, uma boa dose de lógica serão seus melhores amigos, tudo vai dar certo, no final, sempre acredito muito naquela música “ o acaso vai me proteger enquanto eu andar distraída” porque vai por mim, acaba aparecendo alguém que faz uma mímica melhor ou que você consegue associar com alguma coisa que lhe parece familiar. No final tudo dá certo (e de bônus? – Ainda virão muitas histórias engraçadas pra contar!)

2)Tente escrever em um papel algumas palavras-chave do idioma ou baixe um desses 3 aplicativos

Em países asiáticos eu costumava sempre pedir na recepção do hotel pra alguem escrever pra mim no idioma local algumas frases que eu poderia precisar tais como as coordenadas do meu hotel, as minhas alergias (no meu caso frutos do mar) , ou ainda a minha preferida “está muito caro, moço, veja aí um desconto, por favor?!”  kkkk Hoje com aplicativos no celular nem precisa mais,
porém essas frases emergenciais sempre ajudam então já baixe logo um aplicativo antes de viajar e familiarize-se  com ele. Alguns deles são tão bacanas que você escreve a palavra em ingles e ele fornece a escrita e o audio da pronúncia no idioma pretendido. Aqui vão 3 exemplos de apps legais:

Duolingo: Completo, disponível em vários idiomas e ensina vocabulário, gramática, pronúncia e compreensão auditiva.

Babbel:  É um dos melhores, mais populares apps de ensino de idiomas e tem apps para aprender não apenas as línguas mais populares, como inglês, espanhol, francês e alemão, mas também turco, sueco e até indonésio.

AccelaStudy: Ajuda a memorizar palavras através de um método que exibe cartões com o vocabulário e está disponível em mais de 18 idiomas diferentes. É excelente para o aprendizado de vocabulário e para aperfeiçoar a pronúncia. Continuar lendo

A pérola Marroquina: Um final de semana inesquecível em #Marrakech

27 de abril de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá Viajantes!

Salaam Aleikum! :)

Cada dia que passa o mundo fica menor. E, quando estamos na Europa parece que tudo fica ainda mais perto. É tudo tão fácil e tão econômico que faz com que pessoas como eu fiquem loucas querendo ir para todos os lugares seja para ver ou rever. Por essas e outras, sou fã dessas cias aéreas low-cost baratex que fazem com que nem o céu seja um limite para todos os nossos devaneios e realizações quando o assunto é perambular mundo afora…

Quando viajo, sempre tento emitir minhas passagens com o máximo de antecedência e, assim foi o caso desta minha última viagem de férias. Emiti Recife/França (ida) e Inglaterra/Recife (volta). Sabia que passaria uma semana esquiando em uma estação de esqui francesa e, iria para algum lugar ainda não definido por 3-4 noites e depois seguiria para 2 noites em Paris (só pra não perder o hábito) +  4 noites finais em Londres ( porque é um lugar que sempre amo voltar).

Se tivesse viajado no verão as opções de lugares na Europa mesmo seriam inúmeras, adoro, por exemplo, explorar o mediterrâneo, mas no inverno não dava então foi explorando o mapa-mundi como sempre faço que me lembrei do Marrocos…..

Meus pais que já viajaram para Marrocos e Tunísia tinham me falado que Marrakech tinha sido a cidade mais legal do roteiro então, fui atrás que consegui uma passagem hiper barata Paris/Marrakech/Paris que me animou a concluir meu itinerário conhecendo um país novo com um toque exótico, e em apenas 3 horas de voo (tipo Recife-São Paulo kkk) sai da Europa para o norte da África e rapidinho lá estava eu em terras marroquinas onde passaria as próximas 3 noites. Por coincidência um final de semana: sexta, sábado e domingo. Como já deu pra perceber, a cidade é um arco-íris! Acima na foto clássica com a Medina e os vendedores de água e abaixo nas lojinhas de tapete, echarpes  e mil coisinhas multicoloridas!

                      (Onde está Wally?) Continuar lendo

Intercâmbio em Toronto: TOP 15 experiências que você não pode perder!

14 de abril de 2015 | Postado por Marina em Canada

Olá viajantes!

Tudo bom? Morei em Toronto há 15 anos para fazer um curso de inglês para negócios (Business English) com duração de 3 meses e havia simplesmente adorado a cidade. Mas é claro, em 15 anos muita coisa muda, tanto a cidade como nós mesmos. Imagine então minha alegria quando tive o privilégio de retornar a cidade esse mês para revisitá-la!

Primeiramente, quando se fala em Canadá muita gente tem um pouco de receio de sentir muito frio, sendo assim, vou começar pelo clima: Estive no Canadá na semana passada, portanto, início do mês de Abril e a temperatura média era de 8 graus (not bad! –  considerando que este ano eles tiveram um dos invernos mais rigorosos de todos os tempos e a temperatura em janeiro chegou a – 30 Kkk) mas como Recife anda MUIITO quente ultimamente até que gostei de pegar um pouquinho de frio… Minha semana em terras canadenses passou voando, dias de sol e um misto de déjà vu com diversas novidades. Ah, e  no final das contas, no inverno ou no verão, vamos combinar que viajar é bomdemais  né gente? Pode ser um roteiro de rotina ou a primeira vez em um lugar (ou, neste caso a segunda vez 15 anos depois…) nao importa. É sempre uma oportunidade para fazer descobertas sobre novos pontos de vista, novos lugares ou sobre nós mesmos.

Voltando ao nosso protagonista, a maior cidade do Canadá é sempre uma grata e agradável surpresa! De acordo com a revista The Economist, Toronto é um dos melhores lugares para se viver. Com mais de 3 milhões de habitantes, a cidade se divide entre estações bem definidas de verão e inverno. No período mais quente do ano, a população invade ruas e parques. Já no inverno, as galerias subterrâneas abrem as portas para quem quer aproveitar a cidade e fugir do frio intenso.

Toronto tem uma cena cultura vibrante, transporte seguro e organizado, lojas bacanas, restaurantes ótimos e o é povo dos mais acolhedores! Considerada o centro financeiro, cultural e de entretenimento da nação, possui mais de 120 museus e galerias, diversos musicais e peças de teatros incríveis (é o terceiro maior do mundo perdendo apenas para Nova York e Londres), tem 5 times de esporte profissional, é extremamente multicultural (50% da sua população é originária de outro país – por isso recebem tão bem quem é de fora). E, assim como Nova York também possui diversos bairros típicos, little Italy, Little Portugal, Little Greece e é claro, Chinatown são apenas  alguns dos mais interessantes.

O meu roteiro de 4 dias em Toronto foi enxuto porém bastante completo,  sendo assim, compartilho com vocês a seguir as TOP 15 experiências que não pode ficar de fora na sua próxima visita a cidade. A ordem dos fatores não altera o produto. Todas as experiências aqui listadas são ótimas. Levem em consideração o clima, sua vibe no dia e o que está mais interessado em fazer. E,  se descobrir algum endereço ou atração que não está listado aqui não esquece de compartilhar com a gente nos comentário,fechado? Continuar lendo

Página 1 de 4612345...102030...Última »