#PartiuIntercâmbio: Sorteio Uatt? premiará ganhador com Intercâmbio grátis! Participe!

18 de janeiro de 2016 | Postado por Marina em Dicas de Viagem

Olá viajantes!

Tudo bom?

Já faz tempo que sou apaixonada pelas mochilas da  Uatt?  Afinal quem é viajante de carteirinha adora uma mochila, certo?

Imagina então se com uma novidade dessas da marca  eu não ia compartilhar com vocês?

Isso mesmo, você poderá ganhar um intercâmbio free? com certeza um desejo de todos que acompanham o blog (e o meu também, claro, né?) pois bem, pegando carona no sonho dos jovens em realizar um intercâmbio, a Uatt?, vai premiar um cliente com uma viagem de estudos para qualquer lugar do mundo. (show né?)

Para concorrer, o cliente deve comprar uma mochila da marca na loja virtual  franquia da rede ou em lojas multimarcas participantes da ação, e cadastrar o código recebido no hotsite da campanha. O sorteio acontecerá no dia 11 de março e o ganhador será contemplado com um intercâmbio para o exterior.

Entrei no site e fiquei com vontade de comprar todas! kkkk. Estarão à venda 15 modelos de mochilas, sendo oito deles supernovidades no mercado, como a Mochila Mix (R$ 219,90) com estampa de Corujinhas criada exclusivamente pelo artista Luciano Martins, a Mochila Bolsa (R$ 229,90), disponível nos modelos Âncoras e Listras, e a Mochila Todo Dia (R$ 209,90), que é perfeita para usar diariamente, pois é feita em jeans e combina com qualquer estilo.

 

 

 

 

Outras opções de mochilas recém-lançadas para este Volta às Aulas são a Mochila Casual (R$ 229,90), toda preta, a Mochila Block Azul e Vermelha (R$ 209,90), a Mochila Moletom (R$ 209,90), e a Mochila Botão (R$ 219,90), ótima opção para as viajantes românticas e que gostam de dar mais cor ao look.

 

Uatt?  também contará com modelos de mochilas com até 40% de desconto, como a de Joaninha e a de Corujinhas, que passarão a custar R$ 119,90, cada, e outros itens para o Volta às Aulas, como estojos, cadernetas, canetas, copos térmico e copos canudo, porta-objetos, blocos de anotações, squeezes e garrafas com canudo e marca-páginas!

 

 

Fuçando o site, descobri também uma história bem bacana da marca que super me identifiquei. Afinal viagens não servem apenas para relaxar, aprender ou compartilhar mas também podem definir o nosso futuro profissional! A Uatt? por exemplo, surgiu graças ao espírito empreendedor e criativo do viajante Rafael Biasotto! Sabe como? Depois de realizar uma viagem pela Europa, em 2002,  ele voltou super inspirado e juntou R$ 8 mil que tinha guardado e pediu mais R$ 10 mil emprestados da avó para começar a criar e fabricar, na sala da casa da família, objetos confeccionados em polipropileno, como luminárias e porta–retratos. Parece que o investimento deu certo! Hoje, com 13 anos de mercado, a Uatt? mantém pelo Brasil cerca de 60 lojas, 400 pontos licenciados (Uatt+), mais de três mil lojas multimarcas e a loja virtual

Fonte foto: exame.abril.com.br

Gostaram da dica?!

Bjs e até a próxima viagem,

Marina.

 

 

 

 

 

 

#PapoViajante: Oh Dúvida Cruel – High School nos EUA ou Inglaterra? TOP 7 Prós e Contras

02 de dezembro de 2015 | Postado por Marina em Colegial no Exterior - High School

Olá viajantes!

Tudo bom?

Quando o assunto é intercâmbio para aperfeiçoamento da língua inglesa a primeira pergunta é: Qual o destino escolher!?  Entre os mais populares, no topo da lista sempre estão a Terra do Tio Sam e a Terra da Rainha.Entre os argumentos de quem prefere Inglaterra temos berço da língua inglesa, localização no centro da Europa….Já para os EUA, temos entretenimento, compras.

E como essa dúvida está sempre presente especificamente quando falamos de High School (Colegial no Exterior), para ajudar nessa árdua escolha, convidei a Giovana (ou, para os amigos Gika!) uma cliente muito querida do STB Recife que tomou uma decisão bem inteligente quando definiu seus planos de High School. ao invés de fazer 1 ano acadêmico em um só país, ela optou por ter uma vivência em ambos e, assim, fazer um semestre nos EUA e depois um semestre na Inglaterra. Perfeito né?

Por isso, ninguém melhor do que ela para falar sobre as diferenças entre os programas de High School que ela vivenciou nestes dois países, então, como a palavra,  Gika:

“Nesse post vou falar do que conheci dos Estados Unidos e da Inglaterra como intercambista, e não como turista. Tem uma diferença enorme entre morar em um lugar, e apenas visitá-lo. Como morei em dormitório nos EUA e em casa de família na Inglaterra, resultou em uma diferença ainda maior no que eu pude conhecer dos dois lugares. Já que, na Flórida eu vivia sob regras do colégio no quesito de ter liberdade para sair e viajar, ao contrário de Oxford.

Cada lugar tem seus prós e contras. Quando levados em consideração, então, podemos ver quais os prós que disfarçam os contras, de acordo com nossas preferências. Sempre achei que os Estados Unidos fazia mais meu estilo; devido ao clima, Disney, compras e afins, mas soube que estava errada quando coloquei os pés no continente Europeu pela primeira vez, em 2009. Havia algo lá que combinava muito mais comigo, e até então, eu não sabia dizer muito bem o que.

1. Cultura

Coral Springs(Flórida) pude perceber que se trata de uma cidade não muito histórica, nada de museus, prédios antigos ou coisa do tipo. Pelo contrário, é tudo bastante novo, casas bem conservadas com terraços verdes e seus jardins bem cuidados, e crianças constantemente apareciam brincando em frente as suas casas. Diferentemente desse estilo de vida e cidade, Oxford me fez parecer como se eu estivesse num livro de história. Museus com entradas gratuitas, parques, estudantes andando pela cidade com suas bicicletas geram uma grande influência, para quem visita ou mora na cidade, em seguir esse estilo de vida. O que me impressionou bastante é que o público do museu vai de excursões de escolas à pessoas mais velhas. As faculdades, que mais me pareceram castelos, são antigas, porém muito bem conservadas e a grande maioria abre suas portas nos Open days (um dia aberto para visitantes conhecerem o campus). Sem contar que, assim como os museus, a entrada é gratuita (no máximo, pedem para você fazer uma doação de qualquer quantia), o que estimula e ajuda os jovens adultos a escolherem ou almejarem entrar em certa
faculdade. E isso é uma coisa que eu admiro bastante na Inglaterra. Os jovens são muito motivados a buscarem aprender mais do lugar de onde vivem, podendo ir a museus e ver de perto, por exemplo, uma certa obra de arte que estão estudando no colégio. Como diria minha mãe, torna tudo bem mais “real”.

2. “Só mais 5 minutinhos!” – Clima

Não poderia deixar de mencionar a diferença entre o clima dos dois lugares. É do ser humano nunca estar satisfeito, se tem praia, quer neve; se tem inverno, quer verão. Minha temporada na Inglaterra começou no início do outono (minha estação preferida) e pegou um pouquinho do inverno, então o tempo estava relativamente frio. Para quem veio de um lugar com temperaturas médias
de 30 graus, pegar 10 graus –ou menos, queria enfatizar isso- pela manhã e ter que ir andando pro colégio não era nada emocionante, ao menos era o que eu achava até voltar pro Brasil. Afinal, quem já morou em lugar frio, sabe o que é lutar por 5 minutinhos a mais debaixo das cobertas antes de se levantar para ir ao colégio. Por causa do tempo frio e imprevisível, era
raro ver crianças brincando nas ruas de Oxford, ao contrário dos EUA, já que eu fui no verão ensolarado da Flórida. No quesito tempo, não tem como negar que os Estados Unidos me ganhou com seus dias quentes e, nos finais de semana, acompanhados de praia.

 

3. Cinema X Teatro

Os EUA é mundialmente conhecido pela sua produção de filmes, já a Inglaterra, assim como boa parte da Europa, é conhecida pelas suas peças teatrais (não que os EUA também não seja). Mas diferentemente da Inglaterra, onde assisti à peças; entre
elas Once e Mamma Mia, na Flórida costumava ir assistir filmes com meus amigos. Senti a diferença, pois nos EUA a programação certa do final de semana era a ida ao cinema, e mesmo tendo frequentado algumas vezes em Oxford também, percebi que ir ao teatro fazia mais o estilo dos britânicos.  Continuar lendo

Intercâmbio Na Era Digital na #Fliporto2015

13 de novembro de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá viajantes!

Tudo bom?

Ontem começou a  Festa Literária Internacional de Pernambuco em parceria com a Feira Internacional do livro de Pernambuco e, tive o prazer de participar com o meu novo livro #Intercâmbio na #EraDigital e também realizando palestra sobre “Como a tecnologia mudou a forma de viajar mundo afora!” A Fliporto tem como homenageado este ano o escritor e poeta português Fernando Pessoa,( autor de frases como “Para viajar basta existir”) e, muito embora minha apresentação tenha sido ontem, a festa literária e feira internacoinal do livro continuam até este domingo, 15 de novembro. A #Fliporto2015 está  repleta de programações para toda a família e o melhor, a entrada é franca! Para ficar por dentro de tudo é só acessar www.fliporto.net. Neste link, eles até fizeram uma entrevista comigo!

Ah, e claro, caso ainda não tenha adquirido o novo livro ele já está a venda lá também, (olha aí em destaque! 🙂 ) Acabei comprando esses outros dois que estão ao lado que são o “O poeta da Madrugada” de Alceu Valença e o Pequeno Príncipe em Codel, (que é super a cara da minha região e, que ver como foi feita essa releitura do clássico de Saint-Exupéry).

Para quem não puder ir o livro segue disponível na Livraria Cultura de todo Brasil e nas lojas do STB (Student Travel Bureau) de Recife, Brasília e Porto Alegre)

Bjs e até a próxima viagem,

Marina.

 

Novembro chegou: 7 ótimas razões para você ir para o Canadá agora!

06 de novembro de 2015 | Postado por Marina em Canada

Olá viajantes!

Tudo bom?

Ah o Canadá…Sou suspeita para falar deste país que sempre me recebeu de braços abertos e que representou uma fase tão legal da minha vida! Foi lá que passei 6 meses (3 meses em Vancouver e 3 meses em Toronto) e pude, ao longo desse tempo, percorrer vários dos seus cantinho super especiais. E olha que são muitos eih? Afinal, O Canadá é o segundo maior país do mundo em área territorial (perdendo apenas para a Rússia) Recentemente, tive o prazer de voltar ao Canadá e comentei os programas mais bacanas de Toronto aqui no blog!

 

Bem mas como o Canadá é sempre um destino super solicitado elaborei este post com lugares de leste a oeste do seu extenso território os quais acho que são imperdíveis! Vamos a eles?

Bem, claro que as cidades canadenses são ótimas, mas se o seu destino for o Canadá, não dá pra deixar de explorar também atividades ao ar livre em montanhas, praias e glaciais.

Antes de tudo vou responder a pergunta: Afinal, por que ir para o Canadá agora? Simplesmente porque as passagens para lá estão baratas, porque o câmbio canadense está bem mais desvalorizado que o americano. Porque existem excelentes opções de estudo e até mesmo opções que combinam estudo + trabalho e também porque agora é outono!! Sabe a aquela folhinha na bandeira canadense? É a folha de maple e ela vai estar por todos os lados em cenários que parecem de filme e em tons que oscilam do vermelho vibrante ao marrom. Simplesmente mágico. Se esses motivos não te convenceram ainda a ir para o Canadá aqui vão mais 7 bons motivos, vamos a eles?

 

1)Niagara Falls: Para apreciar as cataratas, normalmente se opta por, sobrevoar de helicóptero (tente não comer muito antes) ou fazer um passeio de barco (prepare-se para se molhar). Na região também tem algumas vinícolas. Continuar lendo

#PapoViajante: #CamilaCoutinho fala das suas três experiências de Intercâmbio com o #STBRecife!

15 de outubro de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá viajantes!

Tudo bom?!

Vale a pena ver de novo, o nosso bate papo com essa amiga querida e cliente mais que especial em suas andanças pelo Canadá, Argentina e Estados Unidos! #ApertaOPlay! 🙂

bjs e até a próxima viagem!
Marina.

Saiu na mídia: Colaboração no programa #LeadNaTV em um bate papo sobre Intercâmbios

06 de outubro de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá viajantes!
Tudo bem?

Esse final de semana foi ao ar na TV Jornal (filiada do SBT) um bate papo que aconteceu no dia do lançamento do meu mais livro Intercâmbio na Era Digital onde tive o prazer de conversar com a apresentadora Marcelle Mosso sobre os dois livros que escrevi e também dei algumas dicas para que está querendo fazer Intercâmbio! #ApertaOPlay 🙂

bjs e até a próxima viagem!

Marina.

#NovoPost: O sonho do #Intercâmbio é possivel: Confira TOP 6 opções acessíveis #mundo afora!

05 de outubro de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá viajantes!

Tudo bom?

Com a alta do dólar americano tem muita gente desistindo do sonhado intercâmbio. A boa notícia é que com um bom planejamento, usando milhas para as passagens aéreas e buscando parcelamentos, ainda é possível investir em algumas opções sem arruinar as finanças da família. Este final de semana, colaborei com o site Roberta Jungmann com alguns destinos que estão valendo a pena….Para conferir é só clicar aqui!

#PapoViajante:Como é morar na Noruega? Curiosidades e dicas de uma brasileira que encontrou o amor do outro lado do mundo!

01 de outubro de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá viajantes!

Tudo bom?

Eu conheço a Dani há algum tempo. Professora de inglês em Recife, foi aqui que ela conheceu o Knut, norueguês que estava pela cidade  a trabalho para realizar pesquisas. E, a partir daí a história dela mudou! Trocaram emails, passaram a se comunicar por internet (gmail e skype) mas, como sabemos o contato físico e o olho no olho faz mesmo muita falta (a era digital ajuda mas não resolve rsrsrs) e, manter um relacionamento a longa distancia é sempre muito dificil, mas eles foram tentando…. Entre algumas idas e vindas Brasil/Noruega/Brasil a Dani tomou a difícil decisão de deixar Recife e mudar-se para a pequenina cidade histórica de Kongsberg, (que em norueguês significa “montanha do rei”) isso, claro para ficar perto do seu amor. Owwww… que meigo! Adoro essas histórias! Olha eles aí que fofos:

 Recentemente nos falamos pelo instagram  e pensei que poderia ser bacana fazer um post com as dicas dela! Bem, agora sem mais delongas, com a palavra, Dani:

“Oi gente!

Atualmente moro na Noruega, e posso garantir a todos que é um país rico em história, tradição e aventura. Então, gostaria de compartilhar algumas curiosidades e dar dicas de atividades que podem ser realizadas no país.

A primeira #curiosidade foi durante o inverno. A maioria dos noruegueses sabem #esquiar. Diz o ditado por aqui que: “noruegueses nasceram com esquis nos pés”. Eles são feras! Várias vezes observei desde crianças bem pequeninas até velhinhos esquiando. Até o cachorro vai junto também rsrsrs Nossa fiquei impressionada! Eles não perdem a energia. E é claro que depois de tanto esquiar, não pode faltar uma comidinha, né! Fazer uma fogueirinha e grelhar, é algo bem típico. “Pølse i lompe” é uma salsicha enrrolada num crepe de massa de batata. Todo mundo adora!

Outro fato sobre o inverno é que muitos dos noruegueses viajam longas horas até chegarem as suas casas de campo, chamadas de “hytte”. Na verdade, não só durante o inverno, mas é bem comum passar um fim de semana, férias de outono, natal, ano novo, páscoa etc e tal. E o detalhe é que essas casas são muito bem equipadas, e com um toque tradicional claro. Lareiras, peles de animais, esquis antigos pendurados pelas paredes etc. Muito show! Continuar lendo

Lançamento #Intercâmbio na #Era Digital em uma palavra: “Gratidão”

21 de setembro de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

“Os livros não são capazes de mudar o mundo,quem muda o mundo são as pessoas, os livros só mudam as pessoas” (Mário Quintana)

Olá viajantes!

Tudo bem?

Ninguém escreve um livro para ficar rico. Acho que salvo Paulo Coelho não me recordo de nenhum escritor que ganhe fortunas escrevendo.

O engraçado é que, ao menos para mim, o ato de escrever não me parece ser uma escolha. É como se as palavras tivessem vida própria e simplesmente brotassem e pedissem pra sair.

Não sei se é porque não faço isso por profissão (trabalho há 10 anos como consultora de intercâmbio atendendo clientes diariamente na loja do STB Recife ou, realizando palestras em colégios e faculdades) então, no meu caso, escrever é quase como um “encontro comigo mesmo” um momento de pausa para conversar com a alma. Da mesma forma, sinto que a alma também escuta (e evolui) no sentido inverso (quando lemos) e é muito bom perceber essa grande “viagem” que é o mundo das palavras.

Muito engraçado também é encontrar pessoas que me conheceram antes pelo livro e que depois compartilham comigo suas impressões e sentimentos sobre o que escrevi. Adoro quando isso acontece. O tal “eco” ´é  impagável para todo mundo que escreve. Sem dúvidas, o maior retorno que podemos ter.

E mais ainda quando ouço que o que escrevi nos livros ou por aqui pelo blog deu coragem e motivação para que a pessoa finalmente resolvesse colocar o pé na estrada. Já escutei um senhorzinho que me abordou no Salão do Estudante dizendo que, havia assistido a minha entrevista no Jô Soares e que morria de medo de avião e de viajar, mas pensou “meu Deus, se essa pirralha conseguiu não é possível que eu não consiga”  (kkkk isso porque comentei na entrevista que meu primeiro intercâmbio tinha sido aos 14 anos) Achei hilário isso. e lá estava ele em busca de informações para fazer o seu primeiro intercâmbio aos 60 anos. Imagina “uma pirralha mesmo” . Imagina eu? logo eu?  poder fazer um senhor de mais de 60 anos repensar conceitos e às vezes mudar completamente sua vida? Seja porque encontrou um lar do outro lado do mundo, porque encontrou o amor em outro país ou mesmo porque voltou melhor de uma viagem e acredita que aquela foi a melhor experiência da vida?

Outro dia, estava  indo dar uma palestra no Mar Hotel aqui em Recife e um rapaz se aproximou antes que eu entrasse na sala e me falou que um post que eu fiz neste blog sobre oportunidades de bolsa fez com que ele soubesse que, para fazer intercambio não era necessário ser rico e, a partir daí, ele se inscreveu no processo seletivo que comentei no post,  foi um dos únicos aprovados no Brasil inteiro, viajou, retornou e saiu da casa dele para ir ao evento apenas para me dizer “obrigado, se não fosse por aquele post, eu provavelmente nunca teria feito intercâmbio na vida pois não tenho condições de pagar. e, depois desse intercâmbio minha vida mudou. fluente em inglês, estou num emprego muito melhor e sei que tenho um universo muito mais amplo na minha frente. Obrigado” Tem como não se arrepiar? E, naquela época o blog tinha um ano apenas, e eu ainda pensava (será   que alguém está  lendo isso?)  Pois bem, naquele dia eu ví que sim. E, acredite, poder ter sido um elemento transformador nesse processo, um grão de areia que seja é a minha maior recompensa.

Agora, voltando ao título do post:  Porque Gratidão? Simplesmente porque desde que o novo livro foi publicado venho recebendo tanto apoio e carinho que realmente não consigo pensar em outra palavra. Não sei nem por onde começar, mas vou me esforçar para não esquecer de ninguém. Primeiro meus pais que leram o livro um milhão de vezes, depois meu marido e minha melhor amiga que também leram e fizeram criticas construtivas para que ele ficasse ainda melhor. Agradeço também aos queridos Henri e Gabi que também deram o seu parecer antes do livro ir para a gráfica. Falando em gráfica, contei com o trabalho magnífico da FacForm, e dos queridos Tarci e Renato que deixaram o livro com uma super qualidade gráfica, melhor do que eu mesma poderia imaginar. Contei também com o apoio da mídia local, como nas matérias no Jornal do Commercio impresso, a cobertura on-line da Folha de Pernambuco , do Diário de Pernambuco on -line , da TV Globo e da rádio CBN além do apoio de muitos amigos e clientes do STB/Recife, dos parceiros do maravilhoso PortalTagIt, da Cultura Inglesa Recife e da minha cliente Camila Coutinho do Garotas Estupidas que sempre dá uma força. Sem esquecer também dos amigos da Faculdade Mauricio de Nassau que gentilmente fizeram a gravação do vídeo de capa.

Obrigada, obrigada OBRIGADA!

Espero que leiam o livro que foi feito com todo carinho e cuidado pra vocês e conto com  feedbacks e todos! Espero em breve poder estar em outras cidades do Brasil!

Bjs e até a próxima viagem!
Marina.

#NovoLivro: Intercâmbio na Era Digital – Dia 10/Set tem lançamento oficial na Livraria Cultura RioMar! Vamos? ou Bora?

08 de setembro de 2015 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Oi viajantes,

Tudo bom?!!

Para quem acompanha o blog há pouquinho tempo pode não saber que, na verdade ele surgiu apenas depois do lançamento do meu primeiro livro de mesmo nome “Intercambio de A a Z” (2009).

Ano passado (2014), quando ele já estava indo para quarta edição senti que precisava escrever um livro totalmente novo e, a boa notícia é que depois de pouco mais de um ano de dedicação (e cinco anos depois do lançamento do meu primeiro livro) chegou meu novo livro Intercâmbio na Era Digital!

É com muita alegria que tenho o  prazer em fazer um convite especial aberto ao público para todos os leitores do blog e também a pais, filhos, futuros intercambistas ou apaixonados por viagens de uma maneira geral para conversarmos, trocarmos ideia e também para noite de autógrafos do novo livro que vai acontecer, claro, na minha parceira desde o primeiro livro que é a querida livraria cultura.

E olha que legal, além das dicas bacanas que você encontrará no livro, pedi para a Etiquetas Brasil  (www.etiquetasbrasil.com.br) produzir especialmente para o lançamento essas fitinhas fofas (estilo senhor do bonfim)  que serão um brinde do blog para todos que comprarem o livro!

Eu já estou com a fitinha amarela e fiz três pedidos das próximas três viagens que quero fazer! e você? Já sabe quais lugares você vai escolher?

Então é isso gente! Espero todos lá nesta quinta!

Lembrando que para quem prefere ler o e-book, ele também já está disponivel para compra aqui no blog

Bjs!

Marina.

 

 

 

 

 

Página 2 de 4912345...102030...Última »