Archive for the ‘Austrália’ Category

Boas Notícias: A Austrália tornará o visto de estudante mais simples

25 de abril de 2016 | Postado por Marina em Austrália

 

O governo australiano, através de seu departamento de proteção de fronteiras, anunciou que deve entrar em vigor a partir de 1º de Julho de 2016 o novo método de classificação de vistos para estudantes internacionais. Entre as diversas medidas adotadas está a condensação das 8 subclasses existentes em apenas duas: Subclass 500 (Student) e Subclass 590 (Student Guardian), algo que modifica de fora significativa o método utilizado para tirar visto para a Austrália.

Segundo o CEO da Globalvisa, empresa de assessoria internacional  de vistos para intercambistas, Thiago Oliveira, as mudanças representam “um gesto muito importante de reconhecimento da importância econômica e social dos estudantes internacionais para a economia do país”. Ele comenta que “em pleno processo de eleições americanas na qual um dos principais tópicos é justamente o reconhecimento do papel dos povos imigrantes (ou a repulsa, por parte de um candidato específico), é um gesto muito importante do governo australiano implementar políticas que, na prática, legitimem e valorizem as pessoas que vem de outros lugares do mundo contribuir com o crescimento do país”.

Esta e outras mudanças foram anunciadas ainda em 2015, quando o governo divulgou um documento para modificar a metodologia de imigração, com o objetivo de trazer maior competitividade ao sistema de vistos australiano e trazer um crescimento sustentável ao setor de educação internacional no país. Hoje a educação internacional é considerada um dos cinco pilares do crescimento econômico australiano, movimentando mais de 16 bilhões de dólares entre os anos de 2013 e 2014.

Outra mudança bastante relevante é o nivelamento do nível de risco oficial (Assessment Level) entre os vários tipos de curso possíveis na Austrália. Hoje existem níveis de risco diferenciados e critérios de avaliação mais rigorosos para brasileiros que realizem cursos de inglês em relação a outros que vão para faculdade ou High School na Austrália. Isto interfere na documentação necessária a apresentar (principalmente em relação aos documentos financeiros) e também no nível de risco de negação.

Diversas outras mudanças também são esperadas na relação entre as escolas e o governo com o objetivo de aumentar o nível e a integridade dos cursos oferecidos a estrangeiros no país. Todas as alterações previstas estão sujeitas a mudanças até 1º de julho, data em que o governo australiano tradicionalmente divulga mudanças na política de imigração do país, desde valores de taxas, formulários atualizados ou mudanças de maior porte (como as esperadas em 2016).

O informe completo, com 61 páginas, pode ser encontrado aqui.

Pay with a Kiss: Clientes pagam café com beijo em cafeteria na Austrália

19 de junho de 2013 | Postado por Marina em Austrália

Olá viajantes!

Tudo bom?

Tudo bom?! Estou de volta das minhas férias! Quem me acompanha no Instagram (@mottamarina) sabe que estive em Londres e depois segui para a Croácia e Ilha de Malta…Em breve posts bem legais sobre estes destinos!

Ainda em clima de dia dos namorados, lembram que ano retrasado estive na Austrália?! (Leia: 10 motivos para fazer intercâmbio na Austrália) olha só que campanha criativa: Uma cafeteria em Sydney, na Austrália, está fazendo sucesso com uma promoção diferente no mês de junho. Entre as 9h e as 11h da manhã, todos os casais que entrarem para pedir um café no local pagam com um beijo. Que meigo não?!

A campanha “Pay with a kiss” (“Pague com um beijo”, em português) tem até vídeo no Youtube. Os casais são abordados por um funcionário da cafeteria Metro St. James que diz que eles podem pagar o café com um “beijo de verdade”.

Dá uma olhada no vídeo Pay With a Kiss

Bjs e até a próxima viagem!

Marina.

LolaMag: Austrália em 3 dias: o que você não pode perder

13 de dezembro de 2011 | Postado por Marina em Austrália
 
Bjs!
Marina.
 
 

10 razões para fazer Intercâmbio na Austrália!

05 de dezembro de 2011 | Postado por Marina em Austrália

1) Suas cidades:

Sydney é, sem dúvida, a minha cidade favorita! É impossível não ficar de queixo caído! Se o Rio de Janeiro continua lindo…Sydney continua magnífica!  Para os que preferem uma cidade mais urbana com um clima mais frio (meio com cara de Europa) podem de identificar mais com Melbourne. Já para quem quer explorar o sudeste asiático e quer uma cidade média e “redondinha” onde tudo funciona, Perth é uma boa pedida! Já para os praieiros de plantão, GoldCoast e Sunshine Coast são o paraíso! Para os mergulhadores, Cairns e sua impressionante grande barreira de corais é primeira sem segunda!.

2) Praias
Quanto morei por 1 mês em Sydney fiquei em Bondi Beach! Algo como morar em Boa Viagem em Recife ou em Ipanema/Leblon no Rio de Janeiro mas, bem melhor. Bondi tem realmente uma vibe incrível. Para quem quiser variar, não muito longe também tem Tamarama, Bronte e Manly…Já em Gold Coast- A praia hipada é Sufers Paradise e em Sunshine Coast a Noosa Beach..No entanto, em um país como a Austrália, praia é uma coisa que não falta…Descubra a sua preferida.

3)Very backpackers friendly

Os australianos são muito low profile e não precisam de muito luxo para sentir-se bem! (um exemplo a ser seguido) O turismo acompanha isto e oferece opções excelentes  de tipos de acomodação e transporte para todos os bolsos. Além de, é claro, ser extremamente segura! Ah, e como o australiano curte água como ningúem, não precisa ficar em um hotel 5 estrelas para ter certas “facilities”  pois, a grande maioria dos albergues tem piscina!

4) Parques Nacionais
Claro que quando pensamos em Austrália, pensamos em mar, surfe, mergulho, praia…Mas o interior da Austrália também tem o seu público cativo, seja para descobrir mais a fundo a sua pérola – a cultura aborígine ou, ainda  os seus encantadores parques nacionais como – Kakadu ou Uluru-Kata Tjuta National Park . Aqui abaixo,  a arte Aborígene com seus “dots” (pontos)…

5) Poder trabalhar legalmente com visto de estudante  

Com um visto de estudante acima de 4 meses você pode trabalhar legalmente até 20 horas semanais na Austrália. Isto vai te ajudar muito na sua manutenção enquanto estiver estudando por lá! Se pensou em ir para a Flórida ou Califórnia (nos EUA), a Austrália pode ser para você! Sendo que, com a tranqüilidade de não precisar trabalhar ilegalmente. Ah,  além disso a economia do país segue de vento em popa então não precisa se preocupar em ficar desempregado como vem acontecendo em alguns países europeus…

6) Exotic Wildlife
Qual outro lugar você pode ver Canguru e Colas  e tantos outros animais de pertinho?

7)  Din – Din
O Dólar australiano é fabricado com uma espécie de papel-plástico especial e por isto é a prova d´agua!  Perfeito para ir à praia, não?!

8) Sport Addicted
Aussies  – como são chamados os Australianos são “loucos por esportes”, seja o Surf,  o Aussie Rules football, o cricket, o  rugby….Se você estiver por lá em Março, vá para Melbourne e participe do Grand Prix.

9) O Clima

Fiz um Intercâmbio de 6 meses em Vancouver e Toronto e, verdadeiramente amo o Canadá mas para quem é do Nordeste do Brasil e curte sol e praia, vamos combinar que o clima da Austrália costuma ser bem mais amigável,não é?!

10)  Educação Internacional é referência!

Imagina então passar uma temporada neste “Brasil que deu certo” seja aprendendo inglês ou fazendo uma pós, MBA etc… E, além de poder trabalhar legalmente, curtir muito e viajar por vários países ali perto como Nova Zelândia, Tailândia, Indonésia…Show, não é? Pois é, fazer um curso na Austrália pode ser mais viável do que você imagina! Vale à pena pesquisar! As opções são inúmeras!

Bjs e até a próxima viagem!

Marina.

Australia x 20: As 20 Coisas Mais Tipicas da Australia

04 de outubro de 2011 | Postado por Marina em Austrália

1)      A GRANDE BARREIRA DE CORAIS: Uma das sete maravilhas do mundo. O paraíso dos mergulhadores fica na cidade de Cairns no norte da Austrália

2)      CERVEJA COOPERS –  Uma tradição local. Aqui é ela que é “A NÚMERO 1”

3)      NO WORRIES – É a resposta para 9 em cada 10 perguntas. Tem até camiseta para turista com esta frase. A tradução seria “sem preocupações” sem problemas. Mas pode ser interpretado como o nosso: “Beleza”.

Continuar lendo

Um adorável final de semana em Sydney!

11 de setembro de 2011 | Postado por Marina em Austrália

Cheguei em Sydney!!!

Estive aqui a primeira vez há exatamente 15 anos! Era adolescente e fiz um intercâmbio de um mês nas férias de Janeiro de 1998… Então,  estava bastante curiosa
para rever a cidade agora com olhos mais maduros… hehehe e, também uma Sydney mais cosmopolita e cheia de charme e personalidade.

Cheguei do vôo de Adelaide, fiz o check in no hotel e segui com a queridíssima Dani Odin, gerente do STB Pacific aqui em Sydney para tomar  um vinhozinho australiano no Opera Bar e depois um jantar delicioso no Felix na George Street, ao lado deste restaurante, para quem ama balada, tem a imponente Ivy, não estendi a noite na balada, estava bem cansada e Sydney estava bem frio, mas para quem vier para cá, esta balada é bem conhecida por aqui e a fila para entrar estava enorme neste Saturday Night! #FicaDica.

A previsão estava certa, Domingo, 11 de setembro, foi um dia lindo aqui em Sydney, acordei e peguei um ônibus direto para Bondi Beach (tipo Ipanema no RJ), a praia mais famosa e cool daqui. O ônibus 380 (ou 333) leva você do centro para Bondi em 25 minutos e foi ele que peguei, na Elizabeth Street. Estava rolando um campeonato de pipa e a praia estava lotada, muitos restaurantes, bares, sorveterias, pessoas na grama, na areia… por mim passaram surfistas, crianças, casais,jovens descolex e pessoas fazendo jogging em um caminho de pedras beirando o mar que resolvi seguir e que me levou até a praia vizinha Tamarama.

De volta a Bondi, um sorvete na excelente New Zealand e, depois, buzão para o Circular Quay e caminhada até o cartão postal da cidade, a Opera House. Aqui acabei meu domingo solo… Ouvindo muitos músicos tocando no caminho e contemplando um pôr do sol mais do que especial enquanto via os barcos indo e vindo…

Na volta para o hotel, três pessoas segurando cada uma uma placa que dizia “Free Hugs” (Abraços gratuito)s. Achei de uma delicadeza tão grande, quase que meio  emocionante. Não sei se é porque estou há duas semanas viajando sozinha mas, deu aquele apertozinho no coração e vontade de dar mesmo um abraço nas pessoas que tanto amo e que estão em Recife agora…Viajar afinal, também é sentir saudade de casa, não éh?

Bjs,

Marina

 

Austrália: Conheça melhor Adelaide – Capital do Estado de South Austrália e surpreenda-se:

08 de setembro de 2011 | Postado por Marina em Austrália

Já estou aqui em Adelaide (Austrália) há uma semana, como falei no post anterior,  a convite do departamento de Educação do Estado de South Austrália, para conhecer melhor este destino e poder ajudar na orientação de intercambistas brasileiros já interessados em fazer intercambio na Austrália que ainda estão em dúvida sobre qual cidade escolher.

Muito se fala sobre Sydney, Gold Coast ou Sunshine Coast e, claro, como são destino mais conhecidos eles atraem muitos estudantes brasileiros e asiáticos por si só. A proposta de Adelaide é de mostrar alternativas na Austrália para quem quer ter uma imersão em uma cidade menor,mais tranqüila, mais barata e, com menor influencia e presença de brazucas, podendo assim ter a chance de praticar mais o idioma e, é claro, voltar mais fluente possível para o Brasil. Afinal, de que adianta voar tanto para tão longe se for para ficar só com brasileiros, não é?

Pois bem, vamos ao que interessa. Adelaide é uma cidade de médio porte, cerca de um milhão de trezentos mil habitantes, é super segura, com pouco transito e super friendly a estudantes em geral, acho uma cidade especialmente interessante para estudantes de high school (colegial no exterior). Visitei mais de 10 escolas públicas durante esta semana e fiquei impressionada com o padrão de qualidade das aulas (e sua grande diversidade de matérias também de cursos tecnicos, para quem não planeja fazer faculdade e já pode sair do ensino médio direto para o mercado de trabalho). Absolutamente fantástico. grande parte destas escolas possuem em 5% a 10% de alunos internacionais, sendo a maioriam chineses, coreanos e alemães e uma pequena parcela (ainda) de brasileiros.

 Freqüentemente chamada de “Austrália little Europe”, devido à forte influencia britânica,alemã e italiana, a cerca de meia hora de Adelaide, você poderá visitar a
curiosa Handorf. Uma cidadezinha toda alemã, assim como temos alguns casos no Sul do Brasil. Aqui, você pode vir passar o dia e degustar um típico prato alemão com uma cerveja típica do sul da Austrália, a coopers!

Adelaide é uma charmosa cidade com mais de 300 dias de sol ao ano, praias de areia branca, mais de 700 restaurantes e bares concentrados, principalmente na Victoria Square: Entre eles, o chique DistillBar e alguns “spots” com música ao vivo como o Crown and Sceptre, o Grace Emily o Governor Hindmarsh Hotels.

A cidade também tem muitas lojas em seu “fashion district” – o Rudle Mall, e é South Austrália é também conhecida mundialmente por suas regiões produtoras de  como o famoso “Barossa Valley (os melhores vinhos da Austrália) e também linda região McLaren Vale, a cerca de 1 hora da cidade.

Adelaide ainda tem um famoso Central Market onde se pode comprar (ou só observar e sentir-se local) uma variedade de queijos, pães e frutos do mar frescos. Deu vontade de queimar umas calorias? Sem problemas, a cidade “te patrocina” uma bike para você fazer um passeio até o River Torrens.  Ou seja, você aluga de graça!

Tudo mundo que vai para a Austrália, volta com uma foto de um kangaroo e um koala, certo? E, é claro que você também vai querer ter a sua! E ela pode ser tirada em Adelaide mesmo, sabe aonde? No excelente Gorge Wildlife Park a cerca de 30 minutos da cidade.

 

Ah, e o bônus aqui é, além de destes dois animaizinhos ícones do país, no Adelaide Zoo, Zoológico pertinho do centro da cidade, também tem ursos pandas fofíssimos que eu pensava que só iria conseguir ver pessoalmente na China! E eis que Adelaide me surpreendeu novamente neste quesito!

Ah, Adelaide também fica bem perto dos Outbacks ou desertos típicos australianos. Ou seja, tudo ali ao lado só para você curtir e tirar aquelas fotos maravilhosas!

Se você cansou das atrações da cidade, pertinho daqui tem a Kangaroo Island (terceira maior ilha do país e considerada uma referencia de diversidade de flora e fauna e aquele que é considerado uma das melhores regiões produtoras de mel, ohhh how sweet!).

Ainda não sabe quando vai conhecer Adelaide ou, quer mais atrações para se animar? Sim, tem! Você pode optar por vir durante um dos muitos festivais que acontecem na cidade ao longo do ano. Em março tem o Womadelaide, também em março e início abril, acontece o Fringe (que concorre com o de Edimburgo na Escócia) e, no mesmo período, no Rudle Park rola o Unearthly Delights festival que é um mix de musica, comédia e circo sendo que este ultimo traz coisas curiosas como os kangaroo albinos….

Agora me diga! Aonde mais você poderia encontrar kanguroos albinos. Só aqui mesmo em Adelaide. Convencido?- Ah, agora sim.  Tinha certeza que este
ponto ia ser o cheque-mate para fazer você pensar em Adelaide como uma alternativa mais que interessante para o seu próximo intercambio ou mesmo
viagem a turismo.

 Bjs e até a próxima viagem!

Marina

 

Intercâmbio na Austrália: Mergulhe nessa aventura e use filtro solar!

21 de agosto de 2010 | Postado por Marina em Austrália

Conhecido como “um Brasil que deu certo” pelo fato de ter belezas naturais, clima excelente, belas praias e muita natureza, porém, ser muita segurança e ter pouquíssima criminalidade, a Austrália é, realmente um sucesso! Mal dá para acreditar que, a Austrália foi descoberta uns 200 anos depois do Brasil e que, ainda por cima os Ingleses fizeram a ilha de prisão para as piores figurinhas ou, como chamamos em Recife, “alminhas sebosas” da Inglaterra.

Pois bem, mesmo assim a Austrália conseguiu ultrapassar o Brasil em muitos aspectos. Em minha opinião, o único defeito da Austrália é que é muito longe! Longe do Brasil, dos EUA, da Europa! Ou seja, simplesmente longe da gente! Fica perto, no entanto, da Nova Zelândia, e de vários países asiáticos, Japão, China, Indonésia…A viagem para lá é longa, levamos mais de 24h para chegar, mas todos que já foram,vão concordar, a distância vale a pena, com certeza!

Outro detalhe é que o fuso horário de 13h faz com que todas as vezes que queremos falar com o Brasil tenhamos que fazer continhas para saber se não vamos acordar todo mundo! Em contrapartida, eles são um dos primeiros a comemorar o Ano Novo! Já que com esta diferença toda acabam rompendo o dia 31 de Dezembro vem antes que a gente!

A Austrália não é feita só de Cangurus, Coalas e tribos aborígines (apesar de eles serem uma atração à parte e motivo de foto obrigatória), mas o País é mesmo especial! É uma terra de contrastes: praias douradas e arrebatadoras, ricos recifes de corais com vida marinha, uma das sete maravilhas do mundo – A grande barreira de corais, florestas tropicais, montanhas e, no centro, vastas terras para pasto e desertos. É, também, o único país a ocupar um continente inteiro. Cercado pelos oceanos Índico e Pacífico.

Diferente do que muitos pensam, a capital da Austrália não é Sydney, É Canberra que uma cidade planejada e sofisticada, construída em torno de um lago artificial, algo como Brasília melhorada…kkkkk

No entanto, Sydney, na verdade, é a maior, a mais velha e a mais famosa cidade da Austrália. Esta cidade cosmopolita se localiza em um porto espetacular que é freqüentemente considerado um dos mais bonitos do mundo. Sydney é famosa por suas praias urbanas e eventos culturais. Em 2000, Sydney hospedou os “melhores” jogos olímpicos já realizados. Em Sydney o estudante pode optar poder uma escola no centro, em Bondi Beach o local da galera descolada ou ainda em Mainly que é a preferida dos surfistas.

Aos 16 anos, fiz um intercâmbio de 1 mês em Sydney e estudei na escola SELC (http://selc.com.au/) que fica em Bondi Junction, Entre Bondi Beach e o centro e,tive a sorte de morar em uma casa de família na badalada Bondi Beach. Adorei a minha experiência por lá. Os Australianos são normalmente muito abertos e receptivos e, depois do meu curso, fiz uma viagem de 15 dias (tour contiki: www.contiki.com) pela costa da Austrália subindo até Cairns onde pude fazer uma das coisas mais fascinantes da minha vida – Mergulhar na grande barreira de corais! Uma experiência única! Fernando de Noronha é muito bom, mas a barreira de corais é realmente muito melhor!

Como, nesta viagem, também pude conhecer outras cidades, vou falar um pouquinho delas:

Brisbane, a terceira maior cidade da Austrália. Atividades se centralizam em torno do Rio Brisbane com restaurante beira rio, mercados, parques e calçadas beira-rio. Uma vantagem é que, normalmente, tem menos brasileiros do que Sydney.

À uma hora do sul de Brisbane encontra-se uma extensão do Oceano Pacífico com praias de surfe e resorts conhecida como Gold Coast. À mesma distância ao norte está a Sunshine Coast – um encadeamento de praias igualmente popular.

Já no sul da Austrália, abaixo de Sydney, portanto, não cheguei a conhecer, tem a cidade de Melbourne que é um mundialmente renomado centro cultural, artístico, e financeiro. É uma cidade com um clima mais frio e com um estilo mais europeu.

Em todas estas cidades existem colégios para você fazer um programa de high school (colegial no exterior) e, também escolas legais de idiomas para você fazer curso de inglês geral ou com foco em negócios, certificados e, ainda, combinar inglês com surf ou mergulho, ou seja, melhor impossível!

Entre algumas escolas de idiomas existem as seguintes: a Embassy Ces, o Eurocentres, a ACE, a Kaplan, e a SELC, sendo, esta última, a escola que eu estudei. É importante saber que até mesmo pela localização da Austrália no mapa, existe uma grande concentração de alunos asiáticos na maioria das escolas, mas também tem europeus, latinos etc. E outra coisa é que a Austrália fica embaixo no buraco na camada de ozônio então, força no protetor solar, já que os índices de câncer de pele são maiores por lá.  

Outra grande vantagem é a empregabilidade:Estudantes com visto acima de quatro meses, podem trabalhar legalmente no país; inclusivive o escriório do STB em Sydney (www.stb.com.br) ajuda os intercambistas com este objetivo – encontrar emprego por lá!

 

Então gente, é isto: Diversidade, inovação e excelência definem a educação que a Austrália tem a oferecer. Explore as possibilidades da educação Australiana neste país lindo, acolhedor e com pessoas amigáveis.

É raro um estudante estrangeiro reclamar sobre sua estadia na Austrália. Pelo contrário, quase todos têm uma boa experiência e regressam ao seu país com uma qualificação reconhecida, experiência internacional. 

Esperam que tenham gostado de conhecer um pouco mais da Austrália, como dizem os australianos: G´day!

E, até a próxima viagem!

Bjs

Marina