Conheça 10 lugares do mundo que podem sumir do mapa!

27 de março de 2012 | Postado por Marina em Dicas de Viagem

Olá Viajantes! Tudo bem?!

Sabe aquele livro “100 lugares para conhecer antes de morrer?”  Esta lista é ainda mais impactante! Este 10 lugares podem efetivamente deixar de existir e, pasmem, tem 2 lugares no Brasil!

Esta Lista foi feita a partir de um relatório da ONU e apresenta uma dezena de destinos turísticos que podem sumir nos próximos 100 anos

1 – ILHAS MALDIVAS: localizado no Oceano Índico, a sudoeste da Índia, o arquipélago com mais de mil ilhas de areias brancas e águas cristalinas sofre com o aumento do nível do mar, o que pode levar ao seu total desaparecimento em 100 anos. No país já foi até criado uma espécie de poupança nacional para financiar o êxodo da população local.

2 – TEMPLO PHAJODING: construído sob as montanhas no Butão a 3650 metros de altura, este centenário templo que serve de refúgio para monges sofre com o crescimento desproporcional do turismo no país. Com isso, as estruturas do local estão ficando comprometidas.

3 – MONTE AL-MAKMAL: ao norte do Líbano, encontra-se a última reserva de floresta de cedro, árvore considerada símbolo do país. No local, a cerca de 380 exemplares, destes, pelo menos 12 com mais de mil anos.Outro fator que pode causar o desaparecimento destas árvores milenares é a aridez do lugar.

4 – TUVALU: Este pequeno arquipélago com 9 ilhas situado isolado no Pacífico pode desaparecer devido ao mesmo problema das Ilhas Maldivas; as águas no oceano, em constante aumento estão engolindo as belas praias da região.

5 – KILIMANJARO: Um dos locais mais afetados pela degradação ambiental. A montanha que fica na Tanzânia é a maior da África com mais de 6 mil metros, ficou conhecida ao longo dos anos por ter uma neve “eterna” no seu topo, mas, o aquecimento global “derreteu” este legado. Segundo cientistas e especialistas em impacto ambiental, acredita-se que em dez anos a montanha já não tenha mais gelo algum.

6 – GALÁPAGOS: Conhecida por ser o local, onde, há 150 anos, Charles Darwin criou a Teoria da Evolução, o belo arquipélago do Equador, riquíssimo em variedades de espécies de animais e plantas, corre grandes riscos de ver toda sua grandeza de vida animal desaparecer devido ao turismo em massa e o crescimento populacional nas 58 ilhas.

7 – VENEZA: A bela e tradicional cidade italiana está afundando nas águas do mar, isto é fato. Em 100 anos, 20 centímetros foram para debaixo d’água, comprometendo e desgastando as estruturas das casas e edifícios locais. Uma das esperanças para salvar a cidade é um ambicioso projeto de comportas previsto para 2014.

8 – GRANDE BARREIRA DE CORAIS DA AUSTRÁLIA: É o maior organismo vivo do planeta, com mais de 2 mil quilômetros de recifes, ilhas e atóis, e que pode ser visto até do espaço. Localizado no mar da Austrália este santuário rico em vida marinha sofre com a constante elevação da temperatura da água do mar e a poluição.

9 – RECIFE: O Brasil também tem lugares que podem desaparecer, e a capital pernambucana é uma delas. Segundo a ONG Co + Life, a cidade está em 18º lugar numa lista de 100 lugares que podem sumir. Recife recebe cerca de 3 milhões de turistas todos os anos, é a sexta região metropolitana mais populosa do país e sua localização geográfica junto ao Atlântico e na foz dos rios Capibaribe e Beberibe podem dar fim a uma das mais belas cidades brasileiras.

10 – FLORESTA AMAZÔNICA: Simplesmente a maior floresta tropical do mundo, e um dos lugares na Terra ainda não totalmente explorado pelo homem. O desmatamento é o maior inimigo deste lugar que abriga uma gigantesca e rica fauna e flora. Estima-se que nos últimos 30 anos, cerca de 970 mil quilômetros quadrados de área verde foram devastadas.

Impressionante não é?!

Qual destes lugares você não abre mão de conhecer antes que venha a desaparecer?!

 Bjs e até a próxima viagem!

Marina

Fonte: Carlos Gomes – grupo viagem

  1. Vamos viajar e conhecer antes que desapareçam do mapa!

    Para mim, Ilhas Maldivas é um soooooonho *.*


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *