As últimas de Paris: 4 dicas de quem está por lá agora!

03 de julho de 2012 | Postado por Marina em França

Olá viajantes!

Tudo bem?!

Hoje falaremos de Paris! Ah, Paris, morei em Paris muito cedo, tinha acabado de completar 17 anos! Hoje tenho uma certeza: Tem uma idade certa se conhecer Paris, assim como tem idade certa para apreciar um bom vinho. Quanto mais maduro(a),  melhor podemos decifrar seus segredos…

Na verdade, quanto eu tinha 17 anos acho que não conheci Paris. Logo que cheguei eu só pensava numa coisa: ver a Torre Eiffel. Queria me convencer de que aquilo era Paris, que não estava sonhando. Quando voltei mais tarde já com 25 anos para passar 10 dias revisitando Paris, aconteceu em mim, uma repentina transformação. Não conseguia olhar com olhos de inédito diante de um lugar desconhecido. Estava revendo Paris, mas dessa vez no momento certo! Paris não é apenas uma referência geográfica ou mais uma cidade. Paris é A CIDADE. Aquela imortal, inigualável, ímpar que dá vontade de voltar sempre! Mesmo conhecendo bem (ou não) há sempre tanto a descobrir e desbravar todos os dias, todos os anos e toda uma vida….

Bom, já fiz alguma posts de Paris (Leia: 10 coisas que você precisa saber sobre Paris) porém, como falar de Paris nunca é demais, convidei a jornalista Raquel Monteiro que está, neste momento, morando em Paris e fazendo um curso de seis meses de francês na fundação Eurocentres para nos dar dicas fresquinhas do que fazer por lá agora: Planejando uma viagem para a cidade luz? Então confira a lista dos TOP 4 achados da Raquel:

1) O Saboroso “Amorino” Sei que muitos amam a Bertillon, a Häagen Dazs mas não deixem de experimentar o sorvete da “Amorino”. Dos tipos mais simples, você pode pedir no copinho ou no casquinho. O copinho custa EUR 3,50 é sempre a minha opção. Escolha quantos sabores desejar. É verdade! Você leu correto! Não deixe de saborear a essência “amarena” nem “caramello ao Burro Salato”. Deliciosos como todos os outros sabores, mas são os meus preferidos. Onde: Metro 4 Odéon. Entre da rua L’ancienne Comédie. Quando chegar no café “Le Buci”, olhe para a sua esquerda. A Amorino, estará lá! Aproveite!

 2) A melhor vista da Torre Eiffel: Pegue a linha 6 e vá à estação Trocadéro. Você deve chegar no pátio do Trocadéro minutos antes de completar uma hora exata, exemplo 21hs, 22hs, 23hs. Desça as escadas e sente-se perto dos canhões d’água que podem ou não estar desligados. Lá você não disputa espaço porque nem todo mundo sabe que pode descer. Fixe os olhos na Torre e espere pra ver o que acontece. É emocionante! Quando completa a tal da hora exata, ela começa a brilhar e piscar, todos estarão no pátio do Trocadéro porque não conhecem a parte de baixo, onde você estará, farão em uma só voz, a interjeição ” huummm”! Você fica em choque, em êxtase e alguns como eu, se emocionam verdadeiramente. Não converse com ninguém, fique parado, só olhando e agradecendo a Deus por está vendo aquilo e aproveite porque só dura cinco minutos. Na realidade eu nunca cronometrei o tempo, já me disseram que esse “fenômeno” demora 10 minutos mas pra mim, sempre parece passar tão rápido, como tudo que é muito bom. Vá lá! Curta essa dica e aproveite. Ah! Não seja egoísta, depois de aprovar essa visita, leve no mesmo local pessoas que são importantes pra você compartilhe o momento.

3) Quem viaja a Paris, deve conhecer a gastronomia do restaurante “Les Editeurs”. A pedida é sempre o “Prato do dia” seja o que for, com certeza, você vai gostar! Nas duas vezes que fui, filé alto levemente apimentado com puré e peito de frango com batatas mas os pratos não são simples como os nomes sugerem, a decoração do pedido, o sabor refinado e o valor justo são determinantes para a escolha desse ambiente. O espaço é aconchegante, cadeiras confortáveis e o público seleto. As opções são menu completo (entrada/prato principal/sobremesa) ou meio menu ( entrada e prato principal ou prato principal e sobremesa). Na primeira vez que fui, optei só pelo prato do dia, não pedi nenhum dois dois menus. Na segunda, prato e sobremesa. O cheesecake é melhor do mundo. Endereço: 4, carrefour de l’Odéon Metrô Odéon Site: http://www.lesediteurs.fr/index.html

4) Se você está em Paris e quer fazer compras em lojas renomadas por um preço justo vá numa cidade que se chama Marne de la Valée. O acesso é rápido e fácil, 30 minutos apenas. Lá, você encontra produtos de lojas como Dolce Gabanna, Ralph Lauren, Armani, Versace, Burberry, Gucci, Samsonit, Lance, Tumi, Longchamps. Essas boutiques estão dispostas em um outlet conhecido pelo nome de La Valée Village. E os preços são mais justos porque tratam-se de peças de coleções passadas mas que ainda nem chegaram ao Brasil, ou seja você sempre vai estar na moda. Papel e caneta para o destino: RER linha A, sentido Marne de la Valée Chesy Parque Disney, desce na parada Val-d’Europe. Chegou! Siga os outros passageiros, todos estão indo pra lá. Cuidado. Não confunda o shopping com o outlet. Se entrar no shopping vai até o final dele e pega a penúltima saída à direita. Estará no outlet. Qualquer dúvida, placas de sinalização, indicam o lugar.

 

  1. Amo Paris . adorei as dicas sobretudo a Torre Eiffel deve ser de tirar o folego ! Apenas aproveitando uma outra dica logo após o restaurante Les Editeurs a esquerda tem um restaurante que amo o shurmrck se o nome estiver errado nao tem problema ele ótimo tem uma ambientação super moderna , serviço e ambiance impecáveis e muito animado uma musica lounge , tem uma mussarela de bufala “fondante ” a famosa borrata italiana e mil coisinhas deliciosas o champagne servido geladissimo comme il faut ” ai que saudade ,” Não existe um único passo perdido em Paris “,isso faz toda diferença !


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *