Posts com a tag Auckland

10 lugares para conhecer em 2014!

13 de dezembro de 2013 | Postado por Marina em Dicas de Viagem

Recentemente o Lonely Planet listou os top 10 destinos que você deve conhecer em 2014! Essas listas acabam comigo, gente! kkkkk Quando a gente acha que já conheceu bastante, a gente descobre que ainda falta tanto lugar show para ser descoberto! Destes dez, conheci seis, então ainda falta conhecer quatro cidades! Sendo assim, o meu post dessa semana no portalTagIt destaca essa lista que inclui desde clássicos até lugares pouco visitados!

1. Paris, França
Paris está sempre renascendo e suas atrações vão muito além da Champs Élysée. A cidade luz reserva sempre maravilhosas surpresas e aquece o coração dos apaixonados, seja em um passeio pelos seus museus, ou nos seus charmosos cafés. Morei em Paris um tempo quando tinha 16 anos, mas esta cidade é sempre tão fascinante que todos os anos, para mim, são sempre uma ótima oportunidade para celebrar Paris!

2. Trinidad, Cuba
A pequenina Trinidad entre montanhas e o mar do Caribe é patrimônio histórico da UNESCO pela sua linda arquitetura do século 19. Seu desenvolvimento aconteceu devido à produção de cana de açúcar e este mix com escravos africanos (como aconteceu em várias cidades brasileiras) que deu origem a esta rica mistura de ritmos, dança e curiosidades. Por que visitar Trinidad em 2014? Ano que vem a cidade estará em festa, pois comemora 500 anos de fundação pelos conquistadores espanhóis com festas e eventos únicos.

3. Cape Town, África do Sul
Eu sou apaixonada por Cape Town! É aquela cidade que voltaria todos os anos, se pudesse! Tem uma vibe muito especial, é linda e cheia de vida. Já foi eleita a sexta cidade mais bonita do mundo pelo Guiness Book! Em 2014 recebe um novo título: o da Capital Mundial do Design e, para comemorar, Cape Town terá um ano voltado para eventos neste segmento. Projetos sustentáveis com muito verde preservado e restauração de bairros outrora industriais, como Woodstock e The Fringe, que agora respirarão novos ares repletos de lojas estilosas e bistrôs charmosos. Por fim, o projeto de 2014 visa melhorar também o transporte público que, verdade seja dita, quando estive lá era um ponto desfavorável da cidade. Continuar lendo

Intercâmbio na Nova Zelândia: “New Zealand – Paradise can not be far from it!!!”

13 de julho de 2010 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Em 2006 fiz uma viagem de duas semanas pela Nova Zelândia e fiquei completamente apaixonada por este país! Definitivamente tenho que concordar com uma placa que li na cidade Whangarei bem ao norte do país que dizia: “New Zealand – Paradise can not be far from it!!!” Pude percorrer as duas ilhas que formam a Nova Zelândia e visitei as principais cidades, meu roteiro foi o seguinte: Recife – São Paulo – Santiago – Auckland – Whangarei – Tutukaka – Whangarei – Hamilton – New Plymouth – Dunedin – Christchurch – Auckland – Santiago – São Paulo – Recife.

ILHA NORTE:

Considero a ilha norte “The Real New Zealand”, nesta região a cultura é mais forte, o pessoal é mais descontraído e o clima é super quente.

Na primeira parada, Auckland (maior cidade do país), podemos sentir a tranqüilidade da Nova Zelândia mesclada a um certo agito de um grande centro. É de se impressionar a quantidade de barcos, a relação é de dois barcos a cada três habitantes.

Dentre os pontos turísticos visitados, o primeiro foi o Museu de Auckland para ver uma apresentação Maori (primeiros habitantes da ilha).

Calma, ao mostrar a língua, não estamos querendo assustar você! Segundo as tradições maoris, isto, na verdade, “espanta os maus espíritos”! ahhhhhh, tá, agora sim! KIA ORA HAERE MAI (“Olá!seja bem vindo!” em Maori)

No caminho, passamos por um parque chamado “Domain” que é super bonito. Depois seguimos para o “Mont Éden” onde se pode ver uma bela vista da cidade e, finalmente, todo o grupo seguiu para o Downtown, onde, vimos muitas lojas de souvenirs:

Você não pode sair da Nova Zelândia sem pelo menos uma dessas lembranças:

A) Cosméticos de Kiwis fruit: A palavra Kiwi é, sem dúvida a palavra que você mais vai ouvir no país isto porque ela pode ter 3 significados: – A fruta – Um pássaro – Quem nasce na Nova Zelândia

B) Ovelhas de Pelúcia Existem mais ovelhas do que pessoas na Nova Zelândia, este é sem, dúvida um animal típico do país.

C) Jóias de pedra Jade e Paua Shell

D) Artigos esportivos do All Blacks, o melhor time de Rugby do mundo e um orgulho nacional.

A próxima parada foi a cidade de Whangarei bem ao norte, é uma cidade super charmosa. O centrinho da cidade é muito fofo e tem tudo! super bem servida de restaurantes e lojinhas. Whangarei é próxima à região de Bay of Islands e à Tutukaka onde se situa “Poor Knight Islands” considerado o melhor lugar para mergulho da Nova Zelândia. É claro que eu não deixei de experimentar!

 

A região lembra um pouco Fernando de Noronha;

O Clima é maravilhoso, tem lindas praias, ideal para a prática de esportes náuticos, as paisagens são paradisíacas, a gente simpática e hospitaleira e a cultura Maori é forte e rica.

 Terceira cidade: Hamilton, é uma cidade grande, parece que você está nos EUA, tem uma universidade enorme (The University of Waikato) por isto tem mais Pub’s e uma cerca vida noturna. Tem o maior Rio do país fica a cerca de 40 minutos de Raglan – uma das melhores regiões de Surf da Nova Zelândia.

A cidade de Rotorua, uma das cidades mais turísticas da Nova Zelândia é famosa por suas termas e pela forte cultura Maori, também fica próximo a Waitomo Caves, também bastante turístico e bonito.

A cidade de Taupo também é próxima de Rotorua tem brilho próprio, pelo seu famoso lago e pelos esportes radicais que, inclusive, são mais baratos do que em Queenstown. A cidade também é próxima de montanhas para a práticas de esportes de inverno. New Plymouth, é uma cidade pequena, todo mundo conhece todo mundo, muito segura, o clima estava quente e agradável no verão, tem acesso à praias para Surf e acesso à montanhas para prática de Esqui e Snowboard.

 ILHA SUL:

A primeira parada da ilha sul foi a cidade de Dunedin que significa “a Escócia do Sul”, parece realmente que você está na Europa, pelo clima mais frio e pelas construções, porém com a grande diferença dos neozelandeses serem mais simpáticos e abertos.

A cidade fica próximo à Queestown, região mais famosa para prática de esportes radicais Curiosidade: Para pular dos três Buggy-jumps a chamada “Trilogia” o preço é em torno de NZD 300,00.

Tem também a região de Milford Sounds com lindos Fiordes e Mount Cook, ideal para esquiar e andar de snowboard.

 A última parada Christchurch, cidade bastante européia, é considerada a cidade mais inglesa fora da Inglaterra, é também uma das maiores cidades do país.

Bem, como deu para perceber, gostei muito da Nova Zelândia, para quem quer aprender inglês num estilo bem descontraído, aprecia a natureza e adora praticar esportes radicais ao ar livre, a Nova Zelândia é uma ótima escolha! As pessoas são mais puras e do que os EUA, mais simpáticas e mais abertas à diferentes culturas do que a Inglaterra. O Clima é mais ameno e quente do que o Canadá e sotaque menos forte do que o da Austrália.

A maior parte dos ccursos de idiomas estão nas cidades de Auckland (Ilha Norte) e Christchurch (Ilha Sul). Alguns exemplos de boas escolas são: ELA, Language International, Dominion, Embassy Ces, Eurocentres….

Já para quem pretende fazer High School por ficar nas cidades menores como estas que eu estive em minha viagem e,com certeza vão gostar muito!

Espero que tenham gostado da Nova Zelândia!  Esta imagem típica abaixo é é o Hongi -que, em Maori significa  “o sopro da vida”, é assim que você se torna “tangata whenua” ou, uma “pessoa da terra, da Nova Zelândia”….

No próximo post, falaremos de intercâmbio na França!

Bjs e até a próxima viagem!

Marina.