Posts com a tag intercambio de A a Z

The Longest Way: viajante alemão passa um ano viajando a pé pela china e registra tudo em vídeo

24 de janeiro de 2014 | Postado por Marina em Alemanha

Olá viajantes!

tudo bom?

Lembra do ano sabático do livro (e filme) : Comer,Rezar e amar? Passar um ano viajando não é mais uma novidade, mas Christoph Rehage soube inovar: dispensou aviões, ônibus, trens ou metrôs e, assim que chegou a Pequim, capital da China, decidiu andar somente a pé. Após mais de 4500 quilômetros, ele mostra o resultado de forma bem criativa em video!

A ideia inicial de Christoph era viajar a pé desde a China até à Alemanha mas as pernas não aguentaram. Por isso ficou pela China, desde Pequim até Ürümqi. Os momentos registrados em vídeo em que o alemão aparece em um avião ou barco devem-se ao fato de ele ter sido obrigado a interromper pontualmente a viagem pra tratar de assuntos legais (como o visto, que diz ter sido uma árdua tarefa).Vale a pena assistir ao resultado é só visitar o blog dele: http://www.thelongestway.com/

 

Bjs e até a próxima viagem,

Marina.

Viajar é desconectar-se! #SóQueNão! Conheça as diferentes tomadas e voltagens mundo afora!

22 de janeiro de 2014 | Postado por Marina em Dicas de Viagem

Olá viajantes!

Tudo bom?!

Imagina chegar ao seu destino e ir carregar o celular, notebook, ou qualquer aparelho eletrônico e descobrir que a voltagem é
diferente ou pior, que o plug do aparelho não se conecta a tomada local? Ow No!

Existem diferentes voltagens ao redor do mundo. Vamos a alguns exemplos?

Ásia:
A maioria dos países tem voltagem 220V. exceto, Japão que adota 110V.

Oceania:
Austrália e Nova Zelândia usam 220-240V.

Europa:
Adota um padrão unificado de 220 a 240V.

África:
Adota um padrão unificado de 220 a 240V.

América do Norte:
EUA, Canadá e México usam voltagem padrão de 110V a 127V e em alguns casos, 220V.

América Central:
A maioria dos países usam o padrão 110V,enquanto, Costa Rica adota 110V e 120V. Continuar lendo

Os 10 mandamentos do rei do Intercâmbio:

22 de janeiro de 2014 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Gente!

Eu estou morrendo de rir com esse vídeo hilário!!! ! Precisava compartilhar com vocês!!! Cliquem aqui e assistam já!

 

Bjs e até a próxima viagem!
Marina

Saiu na Revista Marie Claire deste mês! Minhas 13 dicas para viajar sozinha em janeiro!

07 de janeiro de 2014 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Olá viajantes! Tudo bem?

Colaborei  na edição deste mês da revista Marie Claire!!!  Para ler a matéria completa clique aqui:

Bjs e até a próxima viagem!

Marina.

11 coisas mais importantes para saber em qualquer língua:

02 de janeiro de 2014 | Postado por Marina em Aprendizado Linguas Estrangeiras

Quem já foi a locais como o Grand Bazaar em Istambul ou o Mercado de ouro ou de especiarias em Dubai e teve a sensação que os vendedores (alguns até mesmo crianças, ajudando seus pais) são absolutamente fluentes em qualquer língua que você  imagina? Será que eles são gênios? Não, eles aprenderam o básico para negociar (e vender) para turistas como nós!

Sim, sabemos que inglês ajuda (e muito!) na maioria dos lugares sendo que, em alguns casos, seja por questão de sobrevivência (locais isolados) seja para sentir-se mais integrado a cultura local (ou, mesmo para fazer aquele “charminho” de que você arrasa em dinamarquês, kkk) a questão é que,  falar um pouco do idioma do destino que você vai é sempre uma ótima pedida!

Mas, quais seriam frases ou expressões básicas? Vamos a elas…

1)   Sim e não

2)  Quanto custa?

3)  Números

4)  Noções tempo (horas, 15 minutos para… 30 minutos
para…meio dia, meia noite, hoje, amanha, que horas são?, que horas o trem número
xxx sai?)

5)  Eu quero/Eu preciso.(Isto, hotel, quarto, comida, médico)

6)   Direções (Onde fica? Eu quero ir….. Qual a distância? Trem, ônibus, aeroporto.
Virar a esquerda, virar a direita, ir em frente, quarteirão)

7)   Eu posso?

8)   Eu gosto

9)   Ser (É, eu sou, você é)

10)  Obrigado(a)

11)  Saia daqui/Deixe-me em paz/Socorro

E, você, tem mais alguma sugestão de palavra ou frase essencial?

Beijos e até a próxima viagem!

Marina.

O Réveillon pelo mundo!

26 de dezembro de 2013 | Postado por Marina em Intercâmbio de A a Z

Embora cada povo aguarde a chegada do ano novo com ritos e superstições próprias, é comum a todas as pessoas valorizarem um desejo de renovação. Entre as tradições mais difundidas, há o costume de soltar fogos de artifício e fazer barulho ou tocar música à meia-noite.

Sydney, na Austrália é um dos primeiros lugares a comemorar o Ano Novo, e seus fogos na Opera House costumam ser incríveis e emocionantes! Se comunidades antigas jogavam fora roupas e objetos visando eliminar o que estava “envelhecido”, ou banhavam-se no rio ou no mar para acolher o novo tempo, hoje há rituais curiosos como o de subir em cadeiras na Dinamarca, limpar a casa para espantar maus espíritos entre os chineses ou usar rolhas de champanhe com moedas como amuleto na Inglaterra. Na Irlanda costuma-se oferecer um pote de arroz doce aos gnomos enquanto na Turquia pedras de sal grosso são guardadas em sacos com turquesas para proteger as pessoas.

Nos Estados Unidos, o mais famoso Réveillon ocorre em Nova York, na Time Square, onde o povo se encontra para dançar, correr e gritar, enquanto na contagem regressiva, uma grande maçã vai descendo no meio da praça e explode exatamente à meia-noite, jogando balas e bombons para todos. E a festa é uma das mais valorizadas em Portugal e Espanha. No primeiro, uma das tradições é sair às janelas de casas batendo panelas para festejar a chegada do ano. Nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro, come-se uma mistura feita com as sobras das ceias, chamada “Roupa Velha”, em que o ingrediente principal é o bacalhau cozido. Mais festeira é a tradição espanhola: são dez dias, entre 28 de dezembro, dia dos Santos Inocentes, até 5 de janeiro, da chegada dos Reis Magos, em que as cidades são tomadas por cavalgadas de reis, além das famílias cozinharem a rosca de reis, uma espécie de bolo doce, com figuras e brinquedos para as crianças. A passagem do ano em Madrid é também um evento de grandes proporções, em que os cidadãos vão à Puerta Del Sol ouvir as badaladas do relógio e fazer pedidos para o novo ciclo.

Diferentes datas marcam comemorações no mundo oriental e árabe. O Novo Ano Chinês é comemorado entre 15 de janeiro e fevereiro de acordo com a primeira lua nova depois do início do inverno. Os mulçumanos têm seu próprio calendário que se chama “Hégira”, iniciado no ano 632 d.C. do nosso calendário, e a passagem do ano novo ocorre em 6 de junho, quando o mensageiro Mohammad fez a sua peregrinação de despedida à Meca. Já o ano novo judaico, chamado “Rosh Hashanah”, é uma festa móvel no mês de Setembro, regada a receitas tradicionais como o “Chalah”, uma espécie de pão, e muito peixe, porque este nada sempre para frente.

E você?! tem alguma história curiosa de um Réveillon no exterior? Ou, será que você tem um desejo especial de passar o ano novo em algum lugar do mundo? Qual? Bem, eu acho que gostaria de passar na China…

Beijos, feliz 2014 e até a próxima viagem!

Marina.

10 lugares para conhecer em 2014!

13 de dezembro de 2013 | Postado por Marina em Dicas de Viagem

Recentemente o Lonely Planet listou os top 10 destinos que você deve conhecer em 2014! Essas listas acabam comigo, gente! kkkkk Quando a gente acha que já conheceu bastante, a gente descobre que ainda falta tanto lugar show para ser descoberto! Destes dez, conheci seis, então ainda falta conhecer quatro cidades! Sendo assim, o meu post dessa semana no portalTagIt destaca essa lista que inclui desde clássicos até lugares pouco visitados!

1. Paris, França
Paris está sempre renascendo e suas atrações vão muito além da Champs Élysée. A cidade luz reserva sempre maravilhosas surpresas e aquece o coração dos apaixonados, seja em um passeio pelos seus museus, ou nos seus charmosos cafés. Morei em Paris um tempo quando tinha 16 anos, mas esta cidade é sempre tão fascinante que todos os anos, para mim, são sempre uma ótima oportunidade para celebrar Paris!

2. Trinidad, Cuba
A pequenina Trinidad entre montanhas e o mar do Caribe é patrimônio histórico da UNESCO pela sua linda arquitetura do século 19. Seu desenvolvimento aconteceu devido à produção de cana de açúcar e este mix com escravos africanos (como aconteceu em várias cidades brasileiras) que deu origem a esta rica mistura de ritmos, dança e curiosidades. Por que visitar Trinidad em 2014? Ano que vem a cidade estará em festa, pois comemora 500 anos de fundação pelos conquistadores espanhóis com festas e eventos únicos.

3. Cape Town, África do Sul
Eu sou apaixonada por Cape Town! É aquela cidade que voltaria todos os anos, se pudesse! Tem uma vibe muito especial, é linda e cheia de vida. Já foi eleita a sexta cidade mais bonita do mundo pelo Guiness Book! Em 2014 recebe um novo título: o da Capital Mundial do Design e, para comemorar, Cape Town terá um ano voltado para eventos neste segmento. Projetos sustentáveis com muito verde preservado e restauração de bairros outrora industriais, como Woodstock e The Fringe, que agora respirarão novos ares repletos de lojas estilosas e bistrôs charmosos. Por fim, o projeto de 2014 visa melhorar também o transporte público que, verdade seja dita, quando estive lá era um ponto desfavorável da cidade. Continuar lendo

Let´s Rock @ Manchester: Conheça a cidade mais vanguardista da Inglaterra

30 de novembro de 2013 | Postado por Marina em Inglaterra
De metrópole industrial, Manchester transformou-se na capital vanguardista do Norte da Inglaterra, lar de algumas das maiores lendas da música britânica, com diversos marcos emblemáticos, uma cena artística.

Esta é a cidade que deu ao mundo Oasis, The Smiths, Joy Division e The Chemical Brothers. Portanto, se você fizer apenas uma coisa enquanto estiver em Manchester, que seja assistir a um show ao vivo.

Continuar lendo

Top dicas de turismo para quem viaja sozinho por Fred Morais!

09 de novembro de 2013 | Postado por Marina em Dicas de Viagem

Viajar sozinho é, basicamente, fazer apenas o que se tem vontade Seja por opção ou por falta de uma companhia disponível na época escolhida, o fato é que viajar sozinho pode ser uma agradável e inesquecível aventura. “Mas para guardar apenas boas lembranças e evitar aborrecimentos, é importante investir em um bom planejamento”, comenta Fred Moraes, gerente da agência STB (Student Travel Bureau) em São Paulo.

Vantagens e desvantagens

Nem sempre é fácil estar só em um lugar desconhecido – seja no Brasil ou no exterior. “Você não poderá contar com a ajuda de amigos em uma situação de dificuldade e talvez não tenha com quem conversar e dividir os bons momentos”, diz Fred. Mas o turismo solitário tem vários pontos positivos! “Sem companhia fica mais fácil entrar em contato com a cultura local”, conta. Além disso, essa pode ser uma ótima oportunidade para conhecer novas pessoas e fazer boas amizades. E tem mais: você terá total liberdade para organizar o seu roteiro e decidir os locais que deseja conhecer. Analise qual cidade combina com seu estado de espírito, já que viajar sozinho é, basicamente, fazer apenas o que se tem vontade. Quer descansar pra valer? Vá para uma praia deserta e relaxe!
Prefere visitar igrejas e museus? A Europa pode ser o destino perfeito! Outra vantagem é que cabe somente a você escolher a época em que quer viajar. “Se possível, opte pela baixa temporada, época em que os preços de hotéis e passagens aéreas ficam mais baixos”, orienta Fred. Continuar lendo

Pensando em fazer um High School? Saiba o que considerar!

08 de novembro de 2013 | Postado por Marina em Colegial no Exterior - High School

Com o mundo cada vez mais conectado e globalizado, cresce entre os pais a vontade de enviar seus filhos para estudar um período no exterior, seja para garantir uma experiência cultural ou já antecipando eventuais demandas do mercado de trabalho. Segundo dados da Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais (Belta, da sigla em inglês), no ano passado, 175 mil brasileiros procuraram agências de intercâmbio para estudar em outros países. Esse volume é mais que o dobro do registrado pela Belta há cinco anos.

Uma das modalidades mais requisitadas por estudantes brasileiros que têm essa oportunidade no exterior é a high school (equivalente ao nosso ensino médio). Atualmente, são mais de 23 mil estudantes brasileiros em programas do tipo. De acordo com um estudo realizado pela Belta, essa modalidade só perde para os cursos de idiomas em volume de procura e vem crescendo nos últimos anos. Dados da Student Travel Bureau, agência especializada em intercâmbio, mostram que o número de brasileiros que deixaram o país para cursar o ensino médio em países como Estados Unidos, Canadá e Inglaterra cresceu 30% só no ano passado. “Além de aprimorar o idioma, a high school é uma ótima oportunidade para o jovem conhecer outras culturas e amadurecer como pessoa”, avalia Carlos Robles, presidente da Belta. Continuar lendo

Página 6 de 28« Primeira...45678...20...Última »